terça-feira, maio 08, 2007

The Pope Is Coming!

Já escrevi anteriormente que sou ateu. Faço parte, segundo pesquisa recente, dos 3% de brasileiros que desacreditam em Deus. Garantia de que meu lugar reservado no inferno terá espaço suficiente. Poderei curtir meu calor sossegado. Caso viva mais quarenta anos, coisa que a ciência parece garantir, e graças ao crescente aquecimento global, estarei habituado à temperatura que terei pela frente. Aliás, considero que a humanidade, consciente de seu inexorável destino, deixa nosso mundinho em banho-maria numa espécie de teste adaptativo. Sabe que o buraco é mais em baixo.
Falta um pouco de respeito à fé. Ontem, passou por mim um judeuzinho usando um quipá da Nike. Juro por Deus! Fez-me lembrar que existe ainda um nicho importante a ser explorado pelas fábricas de material esportivo: o das vestimentas e materiais religiosos. Batinas dry fit, ósteas Power Bar, energéticos bentos, sandálias franciscanas Adidas nas três pisadas: neutras, pronadoras e supinadoras, mitras da Puma, casulas Track & Field. Dá para se ganhar muito dinheiro com isso.
E falando em religião, logo receberemos Joseph Ratzinger. Sei que ele é muito sério, culto, tem dois doutorados em Santo Agostinho. Conheço também um pouco sobre a filosofia do padre e filósofo em questão. Para ele existem dois tipos de homens. Os que amam a si mesmo até o desprezo de Deus, os que amam a Deus até o desprezo de si próprios. A razão pode ser inferior ou superior. A primeira é representada pela ciência, a segunda por Deus. Só existe justiça no cristianismo. Como podemos ver, conceitos bastante atuais. O nosso Bento XVI é chegado nesse pensamento e, definitivamente, não é pop, ou fashion, nem gosta desse tipo de gracinha que andei escrevendo.
Que seja benvindo! Dizem que poderá usar vestimenta com temas da Amazônia na missa do dia 11 de maio. Elementos tipicamente nacionais como o guaraná e a vitória-régia estarão representados na roupa. Ficará, sem dúvida, elegante.

23 comentários:

Anônimo disse...

Lord Caco,

Elementos tipicamente nacionais?
Guaraná, vitória-régia? Há mais, muito mais. Tipicamente nacionais? PAC, CPI, PCC, os costureiros nunca tiveram tantas opções.

Beijo fraterno

Vivina.

Anunciação disse...

Todo católico deveria ser tão respeitoso,embora irônico,como o ateu que acabo de ler.

valter ferraz disse...

Caro Lord, é bom vir ouvir você. Areja amente.
Com propriedade citou Agostinho o santo teólogo.
O pope é osso duro, não se renderá facilmente aos encantos tupiniquins.
Fora os apelo mercadológicos(e tem muita gente faturando alto, como sempre) ele não teria nada a fazer por estas bandas.
Mas o colonizado povinho já tratou de providenciar vestimentas de acordo com o gosto do pop-star.
Acho que guaraná da Amazônia, flores do Cerrado não fazem muito a cabeça do fulano. Êle é fashion. Talvez se fosse fornecido pela Daslu, quem sabe?
Abraço grande

denise disse...

Lord, creio em Deus , não nos homens, pois eles é que nos fazem perder a fé na vida, na esperança, na justiça. Incomoda-me também tantos dogmas, artificialismos, e tal. A verdadeira religião é amor ao próximo, é ser pacificador, verdadeiro, puro, enfim, ter virtudes que, assim creio, são divinas. E se você as tem, então és imagem e semelhança dEle.Quanto ao Papa, acho desnecessário e até indecente tantos milhões gastos, quando o povo morre de fome e desemprego.
abraço, garoto

ery roberto disse...

Lord, nem ele (o Papa) acrescentará nada por aqui, nem daqui levará nada que possa mudá-lo (infelizmente!) embora sejamos uma "ótima locação" para que enriquecesse o filme da sua doutrina.

Silvares disse...

Esse Papa é personagem de filme americano. Tem um olhar inquietante e parece saber alguma que escapou ao próprio Deus. O sorriso dele é corte feito com faca e, quando fala, parece que o tempo gelou! O que vale à gente é que o tempo do poder absoluto da igreja católica é chão que não dá mais uvas caso contrário a santa inquisição vinha aí de novo, olhar fundo nas nossas almas (pelo menos nas almas dos que têm uma :-)

Mário disse...

Hummm... sou ateu mas "juro por Deus!"... sei não...rs
Lord, religião é um conceito e a crença em Deus é. a meu ver, uma filosofia pessoal que a pessoa vai compondo ao longo da vida. Não conheço muitos ateus assumidos (bom são só 3% né...rs), talvez você seja o primeiro e o único que eu venha a conhecer até o final desta vida... sei lá. Conheci uns que se diziam ateus mas na hora do aperto acreditava até em deuses mitológicos...rs
O Papa vir aqui parece-me bom, por mais da antiga que ele seja. Apesar desse lado, o povo lembrar de alguma coisa (seja Deus ou o que for) parece-me que é melhor do que essa cansativa construção do pensamento limitado às coisas materiais.
Quem sabe o Papa toca uns e outros com suas palavras e acaba desenvolvendo em alguns políticos o temor do inferno. Seria bom, né?! Renunciariam e dariam lugar a gente mais competente.
Abraços.

Lord Broken Pottery disse...

Vivina,
Você tem razão, os motivos são muitos, alegres, coloridos, ensolarados. Os costureiros poderão divertir-se enfeitando o papa.
Beijão

Anunciação,
Comoveu-me sua observação. É exatamente o que pretendi ser: irônico e respeitoso.
Beijo

Valter,
A doutrina professada por esse papa é moralista demais. Começam hoje espécie de chantagem contra o aborto. Se o governo abrir a discussão, farão campanha contra.
Obrigado pelo carinho de sempre. Você acaba me fazendo escrever mais.
Grande abraço

Denise,
Acho que se o amor ao próximo fosse regra em nossa sociedade, se já nascessemos com esse dom, prescindiríamos de religião.
Beijão

Ery,
Em termos de locação somos, realmente, um cenário belíssimo.
Grande abraço

Silvares,
Acho o seu texto, de maneira geral, uma das melhores coisas que temos na blogosfera. Compactuo com todas as suas observações. O sorriso desse papa é, realmente, no mínimo inquietante.
Abraço

Mário,
Bom que você tenha observado minha ironia tipo: sou ateu, graças a Deus!
Essa coisa de religião é educação. Para mim não é difícil ser ateu. Cresci em uma família onde todos são, desde meu avô.
Também acho que o povo deve ser levado a pensar em coisas menos violentas.
Abração

Vivien disse...

Lord, a eleição desse papa - que parece realmente o Lord Sith, incrível!!! - foi um retrocesso pra Igreja. Atrelado as esferas mais tradicionais e conservadoras - não vamos esquecer que ele foi um dos que "calou" Boff e outros da teologia de libertação - abre a boca e me deixa horrorizada.
Nos primeiros meses, ofendeu os muçulmanos de maneira preconceituosa e reducionistas.Pouco tempo depois, corroborou tradições católicas ortodoxas, deu pareceres cada vez mais conservadores e intolerantes.
JÁ disse, parafraseio o Josó Simão: quero ser católica, mas eles não deixam.....rs
beijos.

O Meu Jeito de Ser disse...

Bom acho que se perde tempo precioso demais com coisas assim.
Tanto quanto à Denise, posso afirmar que creio muito, mas isso nada tem a ver com o papa, que agora é o endeusado do momento.
Acho que o povo ao invés de ficar se matando jogando confetes numa criatura tão pecadora quanto qualquer um de nós, deveria ter coragem de lutar pela sua própria sobrevivência, de dizer não quando tem que ser dito, no lugar de esperar que chegando perto do papa, um milagre vai acontecer, e que a partir de amanhã todos seremos felizes e completos.
Ele é apenas um representante da igreja, que por sinal é a minha igreja. Tanto quanto um representante de um país, há aqueles que merecem mais ou menos a admiração e o respeito de seus adeptos.
Um beijo

Eduardo P.L. disse...

Lord, com o pote em cacos! Hoje me diverti com a série de comentários sobre seu excelente texto, como de costume!
Mas tenho que dizer ao Mário que ele não morrerá sem conhecer um outro dos ateu, ou agnóstico, dessa pesquisa de 3%. Achei muito pequeno o número. Acho que esqueceram de contar muita gente.O seu texto realmente " irônico e respeitoso", como sempre trata os temas polêmicos e dificeis de serem abordados. E por derradeiro, concordar que o blog do Silvares tem essas características que sublinhou.Parabéns pela postagem!

Lord Broken Pottery disse...

Vivien,
Outro dia vi o Leonardo Boff falando na televisão. Penitenciei-me com relação a ele. Por suas posições de apoio ao governo que aí está, tinha criado birra com ele. Estava errado. É um homem lúcido, inteligentíssimo, conhecedor profundo dos problemas da igreja.
Somos parecidos. Você quer ser católica e não deixam. Eu gostaria de ser e não consigo.
Beijão

Aninha,
Seu comentário é muito lúcido. No fundo, graças à midia, perdemos um tempo enorme com coisas pequenas. O Bento XVI é apenas o representante da igreja, como o Lula é do Brasil. Nem o papa é a religião, nem o Lula é o Brasil. Graças a Deus!
Beijo

Eduardo,
O número 3% é excelente. Sinto-me bem sendo considerado minoria em alguma coisa. Normalmente, talvez por um certo conservadorismo, acabo acompanhando o povão que, sabemos, é bastante reacionário. Você foi mais um que considerou meu texto irônico e respeitoso. Fico contente. Sempre que falo em religião entro em pânico. Não gostaria de ofender os que acreditam, até porque respeito-os demais.
Grande abraço

anna disse...

lord, prá mim o perigo mora nos dogmas religiosos e não na fé.
o problema humano é que precismos sempre colocar tudo de uma maneira organizada e compreensível. e em se tratando de um ser eterno,só por isso superior, conceitos sobre ele tornam-se limitados e limitantes.
já a fé consegue acolher o mistério e o desconhecido.

Lord Broken Pottery disse...

Anna,
A fé, entro no terreno da suposição pois não a tenho, é acolhedora na medida que apazigua. Deve ser maravilhoso ter essa certeza. Tenho inveja do consolo que ela é capaz de proporcionar.
Beijo

GUGA ALAYON disse...

O Papa não é pop. É popa mesmo.
abç de mais um colega de calefação eterna.

Lord Broken Pottery disse...

Guga,
Legal! Vamos juntar uma patota divertida lá em baixo.
Abração

Alena disse...

O papa é pop!
Conveniente, obviamente, agradar às massas. A religião se sustenta pela manutenção de dogmas mas também pela adaptação aos tempos e regionalismos.
Pensar em patrocínio ou merchandising religioso é nojento.

valter ferraz disse...

Lord, como ex-seminarista acho que tenho um lugar especial lá para onde vc e o Gugala estão se preparando para ir.
Sabia que durante as aulas de Genealogia da Fé, lá no seminário nossos cônegos nos alertavam para os perigos de abandonar a fé e a batina para aqueles que já tinham sido ordenados?Diziam eles que nós(esses renitentes pecadores e os que desistiam da batina) tínhamos um lugar especial no inferno. Onde nos aguardavam os piores castigos e as mais dolorosas torturas. Não tive dúvidas: caí fora e garantí o meu lugarzinho. Tô só esperando a hora pois tive grandes professores de lá que abandonaram a ordem, casaram e tiveram filhos. Nos encontraremos por lá, se Deus quizer!
Abraços quentinhos

franka disse...

nossa, acabei de vir do blog do jaymão e ele meteu o pau no papa. dai venho aqui e você idem. nossa, tomara que o papa não seja bloguento.

GUGA ALAYON disse...

franka, ele é contra o uso de camisinha nos dedos pra blogar.
Além de ser contra o uso da tecla delete, pois o remete à questão do abort.

adelaide amorim disse...

Bento me parece um pouco sensaborão, cheio de pose doutoral e disposto a defender com palavras e olhares gélidos os princípios que confiaram a ele. Tá na dele. Se agir de outro modo, vai ter mais trabalho. Enquanto isso, rola tudo que tem que rolar. So it goes.

Meg disse...

LOrd Broken:-)
Tanta coisa a dizer, mas são quase 4 da manhã
Venho agradecer o seu comment que responderei, lá no Sub Rosa.

Quanto a este post, só por deformação profissional, Agostinho ou Santo Agostinho não foi *padre*: ele foi um Doutor da Igreja, o que acredite-me faz toda a diferença.
Mas, me desculpe, só queria avisar.

Um beijão que eu deixo aqui, para voce

Lord Broken Pottery disse...

Alena,
Agradar às massas é sempre conveniente. Precisaríamos aqui no Brasil de menos dogma e mais atenção às necessidades básicas. O papa é muito alemão e pouco afeito aos problemas do terceiro mundo.
Beijão

Valter,
Não sabia que as coisas eram assim por lá. Bonita lavagem cerebral. Seja benvindo ao clube que estamos idealizando. Poderemos falar sobre literatura à beira da fogueira.
Abraço quentinho

Franka,
O papa está pensando em montar um blog contra o aborto.
Beijão

Guga,
Bem bolado! Vai ter imaginação assim lá no inferno.
Abração

Adelaide,
Ele é, como direi, um papa chic. Concordo com você. Tem um olhar estranho, meio demoníaco. Será que é papa mesmo?
Beijo

Meg,
Também sofro de insônia. Só não levantei essa noite devido ao frio. Obrigado pelo toque. Não tenho o que desculpar, agradeço, pelo contrário, o fato que desconhecia.
Grande beijo