sexta-feira, maio 04, 2007

Dead Lines

Sinto frio toda vez em que acesso um blog abandonado. Para onde correram as palavras, onde meteu-se o dono? É como entrar em casa mal assombrada. Sonhos expostos, luzes acessas, um dia perdido no passado. Tudo pronto, arrumado, portas e janelas abertas. Pensamentos mofados. O que teria emudecido aquele sítio? Imagino mil histórias. Um vento gelado emana dos comentários amarelados, comidos pelo tempo. Ninguém.
Decido apagar tudo se chegar meu instante de desencanto. Não posso esquecer o que escrevi. Jamais deixarei linhas mortas ao relento, sem enterro digno.
Paro, olho as datas vencidas, postagens velhas, logo out dali. Não consigo ficar muito tempo. Tenho medo de lá estar sozinho.

31 comentários:

O Meu Jeito de Ser disse...

Definição perfeita.
É exatamente assim, além do frio, uma tristeza sem fim. Realmente uma casa abandonada é bastante triste, eu tenho vontade de enfiar um monte de crianças lá dentro, e ver a vida e a alegria voltarem.
Fica sempre uma interrogação.
Um beijo e bom final de semana, cheio de alegria, sem casa vazia.

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
Pra você também. Cheio de alegria.
Grande beijo

valter ferraz disse...

Lord, um blog abandonado é um treco difícil de definir. Exaspera. Porque não sabemos o que aconteceu. Como comentar algo que não temos controle, não sabemos o quê dizer.
É parecido quando chegamos num blog cujo autor morreu há pouco. Um texto colocado por amigos, ou às vezes o último que o próprio cometeu. E fica aquele hiato de datas, os comentários meio fora de foco.
Aconteceu algo assim dia desses. Entrei mudo e saí calado.ìa dizer o quê? Não privo da amizade assim para lamentar com a merecida dor, por outro lado esse trem aqui faz nos acreditar que existe alguma intensidade nas nossas relações.
O que eu colocar alí vai ficar indefinidamente.
Realmente acho que deveria existir aí um código de procedimentos para essas situações.
Estou pensando em deixar uns dois ou três posts já escritos, revisados, caso eu me vá assim sem mais nem menos(que é o que acontece)já vai estar tudo lá.
E os amigos não precisam ficar constrangidos. Podem comentar à vontade.
Um abraço forte

Ery disse...

Lord, refiro-me não especificamente ao caso que o Valter mencionou, mas naqueles aos quais acredito tenho sido o objeto de sua observação, ou seja, os que estão abandonados porque seus donos sumiram por outros motivos. Isto existe aos montes. Li algumas coisas sobre o fato. Uns acham que
não é legal "deletar" um blog. Outros pensam ser razoável que o dono escreva algo sobre sua "saída". O que seria melhor? Em todo caso, acho que o Valter me deu uma excelente idéia. Vou, na primeira oportunidade, preparar o meu "epitáfio". Abraços.

Vivien disse...

Uma coisa que me deixa mais encanada é quem acaba o blog, "brigando" com ele.
Já viu isso? Eu já entrei em alguns que diziam coisas do gênero..."agora não tenho mais tempo pra essa bobagem", "to sem saco pra essa coisa chata". Fico pensando porque o "tchau", o fim, tem que ser tão esquisito, tão agressivo. E fico pensando como os antigos leitores acabam por se achar uns babacas ( "po, eu lia o fulano e ele mesmo diz que isso aqui era um lixo...to mal mesmo..")
Eu páro de visitar blog semi-abandonado, blog "nervoso" e blog com auto ajuda. Páro, páro, sem volta meeesmo.
Mas os que gosto sempre, leio, comento, adoro issa blogosfera, leio muito texto fantástico, delicioso.
A minha Casa vai continuar barulhenta por um boooom tempo.;0)

GUGA ALAYON disse...

Uma coisa lhe digo: Não existe ex-blogueiro. Por isso aconselho não passar o apagador na lousa. O que seria dos broken potteries se um dia não pudessem ser desenterrados?
abração

Eduardo P.L. disse...

Lord, a Vivien e o Guga tem razão.Seu texto (como de costume), e seu tema, excelentes. Esse assunto dá mais postagens!Sou novato na área, portanto, nada a declarar.Bom fim de semana.

Lord Broken Pottery disse...

Valter,
Já aconteceu comigo também. Não foram, porém, casos de morte que motivaram a postagem. Refiro-me a lugares abandonados. Alguém, sabe-se lá o motivo, cansou de comparecer e bater o ponto. De repente não há mais pão quente. Esse vazio muitas vezes me constrage. Fico voltando, passando por aquele sítio, para ver se decidiram voltar. Sinto-me meio bobo, me afasto correndo.
Grande abraço

Ery,
Foi exatamente essa a motivação do meu texto. Lugares que deixaram de ser usados por cansaço (?) do dono. Também acho radical deletar o blog. Escrever uma despedida, enfileirar razões, que sabe...
Grande abraço

Vivian,
Também acho chato ver o cara esculhambar o blog que fazia com carinho. Serviu um tempo, não serve mais, era uma porcaria. Falta de respeito consigo próprio e com os leitores.Também gosto do barulho da minha casa. Também acho a sua barulhenta e agradável. Gosto do que leio por lá.
Beijão

Guga,
Sábio conselho. Você tem razão, nunca é bom trancar a porta e jogar a chave fora.
Grande abraço

Eduardo,
Também acho. Um dia volto ao assunto. Sinto que não está inteiramente esgotado. Bom fim de semana para você também.
Abração

peri s.c. disse...

parar, um ato de liberdade,
para desfrutar da liberdade de voltar, ou não.

( ou um magnífico ato de autocrítica. determinadas ausências acrescentam. )

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Muito bem dito e pensado.
Grande abraço

franka disse...

hahahahahaahahaha, ótimo, perfeito.

Lord Broken Pottery disse...

Franka,
Obrigado!
Beijão

Eduardo P.L. disse...

Lord, o Peri pegou pesado!!!Uau!

Lord Broken Pottery disse...

Eduardo,
Mas com muita visão e verdade.
Abraço

Adelino disse...

Lord Broken, excelente e oportuno o seu post. Eu acho que o blogueiro, se quiser parar, "fechar pra balanço", dar um tempo etc, que o faça e pronto. Se quiser, o que seria o ideal, que explique o motivo. Eu tenho visto pessoas que para abandonar um blog ou apenas parar, começam a apresentar motivos que em parte atingem a todos indistintamente, pois que não citam nomes. E se não podem citar, que se calem, ora. Dizer que os blogues antigos eram melhores, que se tomava café da manhã e chá da tarde juntos, que cortavam bolos e cantavam parabéns etc etc. tudo bem. Mas que fecham porque "blogar é coisa menor qualidade, fútil" , que descobriram algo melhor, não fica bem. É claro que existem milhares de blogs maravilhosos como o seu, por exemplo, do Valter, do Ery, do Cals, do Eduardo, o da Helô (meio paradão), da Anna, da Sollami e de tantos outros que não conheço, e os que apenas "blogam" sem grandes pretensões, como é o meu caso, com coisas simples simples, intencionalmente "água com açúcar" de verdade e vai por aí.
Existem muitos. E daí?

Agora, Lord, vou te segredar uma coisa: quando leio vocês, cobras que dominam o idioma, brincam com as palavras, escrevem bem "paca", dá vontade parar...

Um grande abraço e feliz domingo pra quem for de Botafogo ou Flamengo, Santos ou São Caetano etc. Felizmente eu não tenho nada com isso...
Um abração, Lord.

Lord Broken Pottery disse...

Adelino,
O seu blog é dos melhores que temos. Cada um tem seu objetivo, cumpre sua função. Em matéria de história de cinema, estou com você e não abro.
Abraço carinhoso

Sibila disse...

As "viúvas dp Pelé" na verdade nunca sentiram esse suposto desamparo, que muito pelo contrário, foi e é orgulho e pelo fato somos até condescendência com time q não pôde usufruir do q é Pelé (Sorry, I`m so sorry, really!)Pelé em brasa e ouro, o q tivemos. Tudo agora contra mau olhado, babinada, espírito de Porco: agora mais dentro ou mais fora do alçapão, mas jogando um jogão: é a reação de Campeão! E a voz acompanha:
"AGORA QUEM DÁ BOLA É O SANTOS
O SANTOS É O GRANDE CAMPEÃ0
SALVE GRANDE ALVI-NEGRO PRAIANO
O CAMPEÃO ASBOLUTO DESSE ANO,
SANT0S! SANTOS! SANT0S SEMPRE, SANTOS!
DENTRO OU FORA DO ALÇAPÃO
JOGUEO O QUE JOGAR
ÈS O LEÃO DO MAR
SALVE O GRANDE CAMPEÃO!
SANTOS, SANTOS, SANTOS SEMPRE SANTOS! SAAAAAAAAAANTOS! BEIJAÇO!

GUGA ALAYON disse...

Mereceu , Peixa! Parabéns, cardume.

Lord Broken Pottery disse...

Sibila,
Não tinha percebido que você também era santista. Mais uma prova de bom gosto. Hoje, não fosse um cara sério e metido à besta, teria feito casual day por minha conta, abolido o terno e gravata, e vindo trabalhar com a camisa do maravilhoso clube praiano.
Beijão

Guga,
Obrigado! Vocês precisarão jogar muito lá no sul.
Grande abraço

anna disse...

como comentarista, escutei tempos atrás alguns blogueiros reclamando e querendo fechar a padaria.
nenhum fechou, alguns voltaram a postar como antes e outros mudaram a forma e ritmo.
outro dia disse a um deles que andava meio amargão. ele me respondeu: amargão nada, passo dia e noite dando risada. é que o
amargo da merda vai para o blog, é o sentido da existência dele.

sabe,lord, qdo entro num blog deserto penso sempre que se tivesse como postar eu encheria o lugar de novidades. dá dó daquele vazio.

Cristiane disse...

Perfeito Lord...
Como sempre a spalavras certa spara descrever o que você sente...E realmente, é um frio, e escuro lugar um blog abandonado...
Um beijo carinhoso e uma boa semana, Crisssss...

Rosa disse...

Ai! Eu vivo deixando meu blog em abandono provisório. Me faltam tempo, palavras, dedicação... Sei lá! Às vezes até eu mesma me falto.

valter ferraz disse...

Lord, e por falar em abandono, fazem já 48hs que não encontro ninguém aqui. Abandonado também?
Vou começar a postar por aqui.
Fui.
Hoje não tem abraço

Lord Broken Pottery disse...

Anna,
Também sinto como você. Quando entro em um blog vazio fico com vontade de salvá-lo.
Beijo

Cris,
Nem sempre encontro apalavra certa para descrever o que sinto. Nem sempre sei o que sinto.
Beijão

Rosa,
A falta de tempo também me agonia demais. Pudesse ficar mais tempo por aqui, postar mais vezes, não faria outra coisa.
Beijo

Valter,
Concordo com você. Não mereço abraço. Tenho lutado muito para conseguir tempo para vir aqui. Assumi um compromisso de entregar um livro pronto (já existe acordo com a editora) até 30 de junho. Ando na maior correria. O trabalho aqui na IBM comendo solto, o livro em fase final (é um livro técnico sobre MBA, assinarei com pseudônimo, estou escrevendo junto com um amigo, cuidando da parte mais literária). Vou ver se consigo postar hoje. Não posso ficar sem o seu abraço.
Abraço

Serbão disse...

são os blogs fantasma... boooo!!!!
isso rende mais posts, Lord!!!!

Lord Broken Pottery disse...

Serbão,
Também acho. Voltarei ao tema.
Grande abraço

valter ferraz disse...

Lord, arrependido e comovido com sua falta de tempo, venho trazer o meu abraço

Lord Broken Pottery disse...

Valter,
Você é meu irmão.
Abraço

Anunciação disse...

O meu primeiro blog,coitado,vive abandonado.Passo até mês sem postar.Em parte a culpa é do weblogger,ô lugarzinho dificil!Mas não tenho coragem de deletá-lo e volto de vez em quando pra dizer qualquer coisa que me venha à cabeça.Um abraço.

denise disse...

Por falar em abandono, eu é que te abandonei, né, garoto!
Entendo bem sua falta de tempo, sei o que é isso, mas blgar vicia.
Se alguém abandona seu blog, acredito que algo aconteceu para afastá-lo. Mas, se gosta do que faz e sente saudades dos amigos, volta. Eu voltei depois de oito meses parada. e durante todo esse tempo os comentários não paravam de chegar.Quem não voltaria? Mas concordo que o blogueiro deve deixar a razão de sua saída.
abraço, garoto

Lord Broken Pottery disse...

Anunciação,
Nunca delete. É sempre bom ler/ouvir você.
Beijão

Denise,
O importante é que saibamos que o tempo, às vezes, joga contra a gente. "Blogar é um vício bom". No meu caso um exercício de texto maravilhoso, já que me proporcionou boas amizades.
Beijo grande