segunda-feira, janeiro 15, 2007

As A Toucan

Ser oposição é mais fácil do que governar. Mesmo assim ainda metem os pés pelas mãos. Acho que os tucanos deveriam respeitar quem os elegeu. Nem Aldo, nem Arlindo, o Chinaglia, que os analfabetos pronunciam Xinalha.
Para os deputados do PSDB que consideram optar por um dos dois, faço alguns reparos. O Aldo é o candidato do homem. Representa o perdão dado aos corruptos, a safadeza, um dos períodos mais negros de nossa Câmara, a gordinha de amarelo dançando. Já o Arlindo é quase a mesma coisa. O segundo candidato do homem. O partido dele no poder, o PT outra vez, dando a volta por cima, perdoando os mensaleiros, anistiando Zé Dirceu.
Será que não haveria uma terceira via?
É claro que há. Política é sentar e discutir. Escolher um candidato limpo, com um passado que o recomende, sem compromisso com toda a nojeira que se viu é o que qualquer opositor decente deseja. E temos, tenham certeza, muitos quadros com essa característica. Se o Jutahy Jr. pisou na bola, que vá pregar em outra freguesia, não é o líder que queremos, não nos representa. Que seja precipitado em outro posto.
Vamos escolher o nosso candidato?

2 comentários:

Fawller disse...

A terceira via = Gustavo Fruet, é mole!?

Lord Broken Pottery disse...

Caro Fawller,
Não conheço o Gustavo Fruet assim como você. Sei das armações do Aldo e nada espero de bom do PT. Não dava para apoiar, como partido, nenhum dos dois.
Grande abraço,