sexta-feira, agosto 31, 2007

Sete Por Acasos

  1. 1953. Um óvulo, um espermatozóide, eu. Concebido por acaso.
  2. 1929; 1954. Quatro de janeiro. Ricardos pai e filho. Capricornianos do mesmo dia por acaso.
  3. 1977. Profissional de informática por acaso.
  4. 1982. Um olhar, um carinho, um compromisso. Caso-me. Feliz por acaso.
  5. 1992. Primeiro livro. Escritor por acaso.
  6. 1997. Viajo à Inglaterra. "British" por acaso.
  7. 07 de julho de 2006. Primeira postagem. Lord Broken Pottery por acaso.

A Marilia convidou-me. Respondi à convocação de falar sobre sete casualidades de minha vida. Tentei ser sintético, separar as mais importantes. Deveria passar a tarefa para mais sete. Deixo, porém, democraticamente, a sugestão de pauta para quem me lê. Se alguém tiver vontade, fique à vontade para escrever à respeito.

36 comentários:

jayme disse...

Felizes acasos.

marilia disse...

Que acasos que acabaram em casos, casamentos, nascimentos e sobrevive na sua eterna e diaria criação que é esse blog! parabéns , senho blogueiro pelo dia e pelos acasos....
bjão!

Maria Helena disse...

Lord,
acasos para serem brindados.
Vou aceitar o desafio, mas acredito que acaso mesmo só o meu nascimento, e o dos meus filhos
(sábado). Quase nasci no mesmo dia do meu pai, ele 10 de abril e eu às 3:00 h da manhã do dia 11,seria legal, né??? única filha????
Ao longo da vida, não foram acasos foram decisões pensadas, mas vou tentar!!!!
Bjs

Sibila disse...

"E como o acaso é importante, querido, de nossas vidas a vida, fez um brinquedo também."
Brinquedo bom é esse acaso de ter te encontrado na blogosfera. Tão lúdico, afetivo, encontro brincalhão.
Isso não é um assédio, pode falar pra linda da sua esportista-esposa; fala pra ela levar na esportiva, que é na boa e pura brincadeira-verdade.
Sabe que eu nasci com o cordão umbilical no pescoço, de 8 meses, 5 dias depois de meu avô morrer e fiquei muuuitos dias no banho de luz, na iminência de ter de troca total de sangue? Sniff, acho que isso deve explicar muita coisa, por acaso. Bjs.

Lord Broken Pottery disse...

Jayme,
Sim, muito felizes.
Grande abraço

Marilia,
Obrigado pelo mote e pela felicitação pelo dia que é mútua.
Beijão

Maria Helena,
Falo por experiência própria, que ter nascido no mesmo dia em que meu pai nasceu não foi assim tão bom. No começo, quando éramos vivos, foi muito bacana. Hoje, o capricorniano que sobrou sofre muito no dia que seria de comemoração.
Beijão

Sibila,
Eu é que fico feliz toda vez que vejo você por aqui. Comentário sempre lúcido, coerente, muito bom ter você como amiga.
Beijo carinhoso

Ricardo Rayol disse...

Viva os acasos. Por acaso sou Ricardo capricorniano e de janeiro.

anna disse...

lindos acasos, lord!

GUGA ALAYON disse...

Por descuido tb, capricorniano tb. ahaha

Lord Broken Pottery disse...

Ricardo,
Vida longa ao meu xará de nome e signo!
Abração

Anna,
Alguns mais, outros menos...
Beijão

Guga,
Felizes descuidos!
Abração

O Meu Jeito de Ser disse...

Por acaso, um dia clicamos em um link chamado Lord Broken Pottery.
E de lá prá cá, por acaso ganhamos um grande e muito querido amigo.
Não será mais por acaso que nunca mais deixaremos de vir aqui.
Um beijo, bom final de semana.

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
Taí um exemplo de feliz acaso. Ganhei amigos queridos assim.
Beijo

Anônimo disse...

Lord,

Passei a tarde pensando na resposta ao seu post. Pensei em aceitar o seu convite e procurar alguns acasos da minha vida. Sete. Não deveria ser uma tarefa tão árdua. Pensei muito. Nada.

O fato é que, não por acaso, sou virginiano, muito cético e realmente acredito que nada é por acaso. Tudo sempre tem uma razão. Se ela não for clara, outros virginianos se juntarão a mim para descobri-la, ou até mesmo para inventar uma. Neste último caso, vale ressaltar, acreditaremos genuinamente que aquela é a real razão e não apenas um fruto de nossa criatividade (Auto Engano - olha aí o livro que estou lendo influenciando meus pensamentos). Se ainda assim eu não conseguir encontra-la - nem inventa-la -, não será porque ela inexiste, mas sim porque ainda não houve tempo suficiente para desvenda-la.

Desculpe por não aceitar o seu convite, mas espero poder contribuir para o debate. Afinal, não me sinto tão sozinho nesta posição. Fuçando aí pra cima encontrei outras pessoas com mais "decisões pensadas" do que acasos na vida...

Um abraço,

Fabiano

Lord Broken Pottery disse...

Fabiano,
Pra falar a verdade eu não sei com certeza, se acredito em acaso mais no que nas decisões pensadas. Quando olho pra trás, observando a vida que vivi, percebo que muita coisa aconteceu sem que eu estivesse no leme. Outras, é claro, dependeram bastante de minha vontade. Acho que a vida, em resumo, seria assim: um emaranhado de caminhos por onde seguimos mais ou menos distraídos. Às vezes a escolha é firme, sabemos exatamente o que queremos, optamos. Outras, não tão raras, o acaso, o fortuito nos conduziria. Viver seria uma coisa misturada. Um pouco de vontade, e de sorte.
Grande abraço

Marion disse...

Lord, demorei , mas aqui estou para te desejar um Feliz Blog Day!

Sobre os acasos, eu conheci meu marido por acaso... foi a melhor obra do acaso na minha vida!

Beijos

Cristiane disse...

Caro Lord,

"Acasos" que não são acasos...rs
"Nada acontece por acaso"...rs

Estava sentindo a sua falta viu?
Obrigada pela visita, e já tem post novo, Feliz Dia dos Blogs para nós, "blogueiros", apareça, te espero! Um fim de semana iluminado, Beijo, Cris!

Claudia Lyra disse...

Santo Acaso!! Ganhamos todos!!!

Claudio Costa disse...

Há quem acredite em 'acasos', há quem prefira acreditar em 'sincronicidades'. Outros apelam aos astros, aos deuses ou aos demonônios. Por acaso eu acredito em tudo isso e muito mais. Não por acaso!

Saramar disse...

Tantos acasos felizes e um resultando pra lá de bom!

Por acaso o conheci e adorei.

beijos, bom domingo.

Lord Broken Pottery disse...

Marion,
Nada melhor do que encontrar um amor por acaso. Feliz dia procê também.
Beijão

Cris,
Nada acontece por acaso, tudo acontece por acaso, quem saberá?
Beijo

Claudia,
Ganhamos, tenho certeza.
Beijo

Claudio,
Sinceramente já não sei no que acredito. Talvez, como está na música do Zeca Pagodinho, o melhor seja deixar a vida nos levar.
Abração

Saramar,
Também adorei te conhecer, ler o que você escreve, participar um pouco desse mundo nosso que são os blogs.
Beijão

perdidinha... disse...

concordo com vc... a vida é um emaranhado de ações promovidas pelo nosso livre arbítrio e por felizes ou infelizes coincidências... ou não!rs...
beijocasssssssssss e bom final de semana!

marilia disse...

caraca Lord!!!!
como rendeu o acaso...
só coisa boa, por acaso!
bfs, e um abraço!

ery roberto disse...

Lord, eu sou daqueles que acredito que o acaso me protege enquanto ando distraído...

Anne Louise disse...

Oi,Lord
Bom poder fazer uma retrospectiva ,assim tipo "rapidinha"..dá tudo certo,não é mesmo?preciso aprender a fazer isso...rs
grande beijo

Eduardo P.L. disse...

Lord, saiu-se bem! Não por acaso!!!

Mani disse...

Lembrei da canção do Ivan Lins , chamada Acaso...
"Não sei se o acaso quis brincar
Ou foi a vida que escolheu
Por ironia fez cruzar
O meu caminho com o seu".
Um beijo, esse acaso de te encontrar, eu gostei.

Vivien Morgato : disse...

oba, adorei. Vou fazer.]
Sete é cabalistico...deve dar sorte.;0)

claudio boczon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
claudio boczon disse...

acaso há cacos
que causam
cacófatos.

(ainda não passou o efeito da sexta e, não bastasse, também sou capricorniano)

Cristiane disse...

Passando para desejar uma boa semana Caro Lord, beijo, Cris

adelaide amorim disse...

Nem sempre o acaso é assim feliz. Que bom! Abraço, boa semana.

Lord Broken Pottery disse...

Perdidinha,
Tem sido muito bem ver você por aqui.
Beijão

Marilia,
Rende, né? Bom ter seguido o mote.
Beijo

Ery,
Nunca é muito bom andar distraído.
Abração

Anne Louise,
Você consegue, no fim quase tudo dá certo.
Beijão

Eduardo,
Tentei, pelo menos tentei.
Abração

Mani,
Esse acaso, também muito bom para mim, me deixa muito feliz.
Grande beijo

Vivien,
Legal! Aguardarei o resultado.
Beijo

Claudio,
Hoje é apenas segundo, vamos "no sapatinho" que você se recupera.
Abração

Cris,
Boa semana procê também.
Beijo

Adelaide,
É verdade, mas melhor não pensar nisso.
Beijo

Adelino disse...

Ricardo, existe aquele ditado já muito batido de que "nada acontece por acaso". Não sei se já disse, mas vi uma entrevista (por acaso), de Paulo Coelho, na qual lhe foi perguntado como sabia que determinada ocorrência não era por acaso. Ele respondeu:
- Eu não sei na hora. Ficava sabendo muito tempo depois.

Deve ser o caso.
Grande abraço.
Adelino

Adelino disse...

Ricardo, CORRIGINDO:

"- Eu não sei na hora. FICO sabendo muito tempo depois..."

Abs
Aps

Lord Broken Pottery disse...

Adelino,
Acho que é mesmo por aí. Ficamos sabendo, por acaso, mais tarde.
Grande abraço

Eliana disse...

só isso?

Lord Broken Pottery disse...

Eliana,
Você queria mais? já é muito acaso...
Beijão