segunda-feira, abril 07, 2008

Black Cloud

Escrevo envergonhado, com a clara sensação de estar infringindo regras claras de um jogo que não estou jogando direito. Há que haver uma relação de troca. Se visitam-me, comentam o que escrevo, é fundamental que retribua, leia com atenção o que falam, deixe minha opinião à respeito. Sinto-me devedor e não gosto de ser pouco educado.
Quando olho para cima vejo nuvem negra que insiste em ficar por aqui. Tenho lutado para afastá-la. Enquanto não o fizer a paz necessária faltará. Sem alegria, preocupado, não tenho como viajar. É desse turismo sadio pelos blogs amigos que me abstenho por falta de libido, tesão. Que o vento, o tempo, qualquer circunstância feliz seja capaz de afastar esse momento difícil. É só uma questão de paciência. Minha e dos amigos. Logo estarei de volta como se deve.

60 comentários:

anna disse...

saiba que quando voltar continuamos por aqui.

e, lord, será que a nuvem da tribulação é a mesma que plana sobre minha alma?

Anônimo disse...

Querido Lord Caco,

estou torcendo e estarei esperando.

Beijo e carinho

Vivina.

valter ferraz disse...

Caco, o mano aqui na espreita. Trouxe minha guaiaca, portanto não tenho pressa.
Quando a nuvem negra passar (e ela sempre passa)todos sairemos melhor dessa. Um período sabático às vezes se faz necessário. E salutar. Renova as forças, volta a inspiração.
Beijo, mano

james emanuel disse...

Não é vergonha querer estar sozinho.

Um abraço.

Ricardo Rayol disse...

meu amigo, sem estresse, não torne isso uma obrigação.

Marcio Gaspar disse...

Nuvem Negra
(Djavan)

Não adianta me ver sorrir
Espelho meu
Meu riso é seu
Eu estou ilhada
Hoje não ligo a TV
Nem mesmo pra ver o Jô
Não vou sair
Se ligarem não estou
À manhã que vem
Nem bom dia eu vou dar
Se chegar alguém
A me pedir um favor
Eu não sei

Tá difícil ser eu
Sem reclamar de tudo
Passa nuvem negra
Larga o dia
E vê se leva o mal
Que me arrasou
Pra que não faça sofrer mais ninguém
Esse amor que é raro
E é preciso
Pra nos levantar
Me derrubou
nao sabe parar de crescer
e doer

Aninha Pontes disse...

Querido Lord, não se culpe.
Isso é só um tempo. Vai passar, sei que vai.
E aí a alegria voltará plena, nada vai obscurecer o brilho da felicidade que terá em analisar momentos difíceis.
Amanhã será com certeza um lindo dia.
Um beijo.

MariaV disse...

Aqui começou há dias a Primavera. E no entanto, temos chuvadas fortes e ventos ciclónicos. A protecção civil está em alerta. A luz de Lisboa tirou férias com o sol, e diz que foram para longe.
Mas tudo isso vai passar. Consigo também, claro.
Beijinhos

Lord Broken Pottery disse...

Anna,
Sei não. Meu problema é mais prosaico, passa longe da alma.
Beijo grande

Vivina,
Não poderia esperar outra coisa de você.
Beijo

Valter,
Gostei do período sabático. Me lembrou do rock antigo: Black Sabah.
Grande abraço, mano

James,
Pois é, às vezes precisamos.
Abraço

Ricardo,
Você já escreveu sobre isso. Sua posição é correta e coerente.
Grande abraço

Marcio,
Bem lembrado, a letra é belíssima.
Grande abraço

Aninha,
Obrigado pelo carinho de sempre.
Beijo grande

Maria,
Aqui, nesse outono recém inaugurado, também chove.
Beijo grande

M. disse...

Quando o vento soprar esse negritude pr'além mar você virá nos visitar, espero...
Fica bem amigo
dias lindos
beijos
Márcia(clarinha)

Anunciação disse...

Amém.Relaxa.A gente não deixa de comentar,mas não lhe exige sacrificio;é ruim fazer algo,blogar então,sem tesão,sem vontade.Como já disse,relaxe.Abraço.

Eduardo P.L. disse...

Me junto a todos esses seus amigos para dizer o mesmo, e para não ficar repetitivo, digo só: ESTAREMOS AQUI.
Este texto, levo para o Varal, como um bom exemplo de como se pede desculpas , ainda que não fosse preciso, mas tratando se de um Lord, não se esperava outra coisa!

Passará!

Forte abraço,

Anônimo disse...

Ainda bem que mandou um texto pra matar a saudade. Que bom. Mas acontece que a gente fica com vontade de ler mais. Mas não tem nada a ver com essa de dever, só de ver. Fazia tempo tb que eu não passava por aqui. Beijo.
Sibila.

Maria Helena disse...

Lord,
O tempo é seu, volte quando estiver pronto,não se sinta obrigado. Apesar da falta que faz com seus belos textos, do carinho e educação que dispensa aos seus leitores e amigos, vamos aguardá-lo com paciência.
Espero que encontre serenidade e sabedoria para transpor esse momento.
Que Deus o abençõe.
Bjs

Claudia Lyra disse...

Ah, meu Lord... também estive assim. Não conseguia escrever, não conseguia ler... mas passa, não é? Passa sim...

Menina Eva disse...

Eu estive assim durante quase um ano. Blogs são pessoas, e eu estava fugindo das pessoas.

Eu voltei. Esperamos seu momento.

Só- Poesias e outros itens disse...

Crises são crises
Sempre há reflexões a serem feitas.
Dê tempo ao seu tempo.

bjs.

JU Gioli

GUGA ALAYON disse...

"nuvens são necessárias para valorizarmos o sol"
Josélio Gugala Pegorim

Vivien Morgato : disse...

Lord Caco,vc pensa que a gente desiste fácil?
Amanhã tá todo mundo aqui de novo,vc não vai se livrar tão cedo da gente..(riso de madastra má)

Lord Broken Pottery disse...

Márcia, querida,
A promessa da visita já está feita. É como os namoros da juventude. Não houve rompimento, apenas estou dando um tempo.
Beijo

Anunciação,
Sempre soube que podia contar com sai compreensão.
Beijo grande

Eduardo,
Não poder ir ao Varal é das maiores perdas por que tenho que passar. Você bem sabe do prazer que sinto em visitá-lo. A sua amizade me é valiosíssima.
Grande abraço, irmão

Sibila,
Você faz muita falta, sabia? Fico sempre feliz em te ler.
Beijo carinhoso

Maria Helena,
Você mapeou bem, ando precisando de serenidade.
Beijo grande

Claudia, querida,
É bem assim. Também tenho lido pouco, o que me faz uma falta tremenda. Talvez seja a resposta, ando lendo menos do que deveria, por isso não consigo visitar os amigos.
Beijo grande, amiga

Menina Eva,
Não me sinto fugindo das pessoas, até por adorar e precisar muito de gente. O meu problema tem sido angústia, dificuldade de concentração.
Grande beijo

Ju,
Sábias palavras. Realmente sinto como sendo uma questão de tempo.
Beijo grande

Guga,
Só que na maioria das vezes trazem chuva, né?
Bom revê-lo Sr. Josélio

Vivien,
Nem quero, nem quero, preciso muito de vocês, desse carinho tão especial.
Quando você vem a Sampa?
Beijo grande

GUGA ALAYON disse...

'tudo que sobe , volta a cair'

'uma andorinha molhada não foge ao verão'

'rain & sun , makes the Lord's fun'

Bom revê-lo tb

volte sempre.

ahahahaha

av disse...

Há viagens que são interiores, normalmente as mais importantes. Nem sempre para resorts paradisíacos, muitas vezes o que nos espera é um cenário de favela. Mas é preciso ir lá, há que conhecer os subúrbios da alma para sairmos de lá revigorados e sem medos. Faça a sua viagem interior sem pressas, milord. Cá te esperamos na volta, como se nunca tivesse partido.
Grande beijo, amigo

Anônimo disse...

Lord,

A nuvem negra tem dado suas voltas por aqui também.
Que passe logo.

Forte abraço,

Fabiano

Anônimo disse...

Lord,

A nuvem negra tem dado suas voltas por aqui também.
Que passe logo.

Forte abraço,

Fabiano

peri s.c. disse...

De repente, a bonança. É só aguardar o de repente.
abraço

Vivien Morgato : disse...

dia 10,claro!;0)

Lord Broken Pottery disse...

Guga,
É isso , enquanto estiver subindo não temos do que reclamar.
Abração

Ana,
Acho que foi você quem falou, outro dia, em turning point, estou no meio dele, no fim dará tudo certo.
Beijo grande

Fabiano,
Se quiser conversar, precisar de ajuda me ligue: 9942-4858. O celular mudou, avise sua mãe, por favor.
Grande abraço

Peri,
Sei, era um seriado, né? Eu adorava, veja:
Lorn Greene (Ben Cartwright), Pernel Roberts (Adan Cartwright), Dan Block (Hoss Cartwrigth) e Michael London (Little John). Passava no sábado à noite e eu não perdia. Lembra?
Abração

Vivien,
E vai ser 10.
Beijo grande

Blog do Beagle disse...

Aviso: não li qualquer comentário já publicado. Ative-me ao seu texto.
Meu ponto de vista: o blog é seu e vc escreve o quê e quando lhe seja conveniente. Vc não tem a mais mínima obrigação de visitar outros blogs. Fique tranquilo e saiba que os que lhe querem bem vem aqui conferir nova postagem. Em não havendo, respeitam seu recolhimento. Deixe de se cobrar e transforme o blog num prazer e não numa obrigação. Bjkª cheia de carinho da palpiteira, Elza

peri s.c. disse...

Caro Lord
Ah, ah, não! O seriado era Bonanza ( fosse hoje acharia pelo nome que era a saga de alguma pioneira "famiglia" mafiosa ).
Eu gostava do Hoss, um Obelix no velho oeste.

adelaide amorim disse...

Não se aflija, Lord querido. A gente sabe que é mesmo assim - temos altos e baixos, e a tal nuvem negra não poupa ninguém. Não se preocupe com seus amigos virtuais, eles também são assim, humanos como você. E aposto que estamos unidos na torcida para que esse tempo difícil passe logo.
Melhoras, muita alegria chegando antes do que você imagina e até breve!
Um grande beijo.

Só- Poesias e outros itens disse...

Lord:

Voltei, e eu acho que você esta sofrendo de Tédio, suponho, e se for não tenho receita, apenas digo que viemos ao mundo para senti-lo, no corpo, no sangue, nas veias. Não tem jeito. E, muito de nós falhamos miseravelmente em combatê-lo. Triste realidade.
O Tédio é esse nosso lado amargo, como uma voz estridente na consciência que diz que sua vida não é nada, que carências nunca são supridas, que os prazeres estão tão distantes e a milhas de distância do nosso sentir.
Portanto amigo. Tédio pode ser algo muito perigoso e negativo.
Agora, como tudo na vida tem dois lados, temos o Tédio como a luz da sabedoria, que nos leva ao auto-conhecimento, capaz de gerar reflexão, auto-exame.
"Não gaste sua vida tentando escapar do tédio. Apenas o aceite como parte de sua consciência, ele é o seu lado criativo, que o leva a fazer movido por ele, grandes escritores usam o tédio como mola propulsora de seus escritos. Aceite o tédio como parte de voce, assim ele deixa de ser o monstro assustador do qual precisamos fugir. Aceitá-lo diminui sua carga de poder. Como??? cada um tem o seu modo de lidar. O problema do tédio é encontrar um sentido pessoal nas coisas.
Quer melhor exemplo que Fernando Pessoa que sentia tédio até da sombra!!!

Voltei para dizer isso, porque no meu último comentário fui muito lacônica. E hoje estava com tempo para escrever para um amigo.

Bjs.


JU Gioli

denise disse...

Mesmo em silêncio, a casa está sempre cheia. A gente continua aqui, atrás do toco, he he.
abraço,garoto

Meg (sub Rosa) disse...

Lord querido:
Por enquanto, só vou dizer que, por favor, retire essa preocupação: espero ninguém ache que você precise se desculpar.
Tomamos ese post como mais uma gentileza sua para amenizar saudades etc e tal. É assim que vejo.
Há um tempo para tudo, inclusive para você receber nosso carinho e nosso amor, pois isso não é uma troca, embora pareça.
Se for troca é muito desigual;-)))
O que damos é muito pouco em relação ao que recebemos de você.

=-=-=
Gostaria de lembrar a todos, que é maravilhosa essa oportunidade para irmos remexer, revirar e esgaravatar:-)) essa palavra existe? enfim ir explorar os Arquivos de tudo o que o Lord já nos deu. Amazing!
Imenso e rico sucesso em todos os seus dias. Em *todos* os aspectos
e "compartimentos" de sua vida.

Por favor, não se desculpe.
Afinal já dizia o psicanalista da sua terra, Roberto Freire: "Sem tesão, não há solução". Não disse?
;-)

Ei, Eduardo, ;-))) hellow!!!!!

Nós adoramos você.
Beijos para você e Lady C.

M.

Anônimo disse...

Um abraço quentinho, demorado, em silêncio...
com carinho
J.Fernandes

Silvares disse...

Dizem por aí que "vergonha é roubar e ser apanhado!" não sei se no Brasil usam esta pérola de sabedoria popular que muito estranha me soa mas pode aqui ter alguma aplicação.

Alena disse...

Necessária retirada estratégica: precisamos respirar. É uma pena porque os amigos realmente sentem falta! Estou com tesão de leitura, vontade de passear e sem tempo... mas dias melhores virão! Para ficar no clichê mesmo, inclusive no da falta de tempo.

Um abraço!

Huckleberry Friend disse...

Boa sorte, Lord, para os momentos mais difíceis. E que continuemos a poder ler-te aqui no blogue. Abraço!

Lord Broken Pottery disse...

Elza, querida,
Suas palavras têm muita sabedoria e carinho. Fizeram-me bem, amiga.
Beijo grande

Peri, meu amigo,
Chamar o Hoss de Obelix do velho oeste é uma pérola, fiquei um bom tempo rindo sozinho. Tudo a ver.
Grande abraço

Adelaide,
Vou ficar com os dedos cruzados, torcendo para que os seus bons desejos dêem certo.
Beijo grande

Ju,
Não é tédio, é preocupação, mas passa.
Grande beijo

Denise, minha querida,
Saudade de você, bom te ler por aqui. Faça isso, continue atrás do toco. Você me faz bem.
Grande beijo

Meg,
Vocês me dão demais, sou muito grato por isso. Amigos que fiz e guardo com carinho enorme.
Beijíssimo

Joeli,
Você mandou o abraço que eu estava precisando.
Beijo grande

Silvares,
Também dizemos por aqui. Nossa língua, muitas vezes, é a mesma. Meu pai dizia sempre isso: dias melhores virão. Tomara...
Grande abraço

Alena,
Dessa retirada estratégica eu gostaria poder de abrir mão. Como vão as coisas com você?
Beijo grande

Huck, meu amigo,
Espero que você esteja certo.
Abraço

Fernando Zanforlin disse...

Sir Lord, se o cacos estão no Espírito, melhor que seja, pois há
cola.
Se é do Espírito, somente no espelho convexo há interlocução, e um bom interlocutor é outro Espírito Maior e Melhor.
ab.

Fernando Zanforlin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Hoje!
Preciso de uma percussão que lembre o som do coração da adormecida mulher que espera um bebê...
Preciso de uma flauta que lembre o assovio que ouço na madrugada, como do homem caminhando feliz para o novo trabalho.
Preciso de uma gaita que se possa ouvir ao longe, um som que vem da estrada com a alegria do filho voltando para casa.
Preciso de um violino que traduza a verdadeira emoção do aprendiz que com perfeição toca para os anjos.
Preciso de um sax que lembre a voz do homem apaixonado que canta chamando para o amor.
Preciso do piano que me traga sons de outra dimensão, como uma deusa envolta em nuvens a compor como ninguém mais.
E por fim, preciso de quem ouça comovido... sim, você mesmo que aqui lê... ouvindo esta melodia... com os olhos fechados....
...sentindo a vida te inundando de paz.

J.Fernandes

mila disse...

Lord,quem não passa por uma nuvem?Bom na minha igreja dizemos deserto.Na verdade é a mesma coisa..ja passei por isso, e consegui tirar a areia dos olhos,e hoje consigo avistar os próximos...
E sabe, eles virão.

denise disse...

Ricardo, esperamos que este silêncio seja breve.
abraço, garoto

Lord Broken Pottery disse...

Joieli,
Demorei mas apareci para ouvir essa bonita canção.
Beijos

Mila,
Obrigado pelo seu carinho. Estou bem, carregando o piano mas bem.
Beijo grande

Denise,
Eu também.
Beijo grande

jayme disse...

Milord, cuide do que deve ser cuidado e depois volte. Seus leitores também voltarão. Abraço,

ery roberto disse...

Lord, seria audácia de minha parte lembrar, justo a você, o ensinamento do texto de Eclesiastes. Entre outros, há uma temática importante: viver aqui nesta vida só tem sentido se eu a vivo com intensidade. No tempo de chorar, choro. No tempo de sorrir, vou sorrir. No tempo de lamentar, lamento. No tempo de festejar, festejo. No tempo de plantar, planto; e no tempo de colher, colho. Cada tempo e cada momento deve ser vivido com intensidade. Sei que mesmo em momentos como o seu atual, você sabe tirar dele o máximo possível. E voltará renovado, certamente. // Achei uma jóia rara escrita por você. Está lá no Infinito no post "Billy Preston - My Sweet Lord". /// Forte abraço.

Anônimo disse...

Lord,
Vai passar... Kisses, Lady Madonna

Lord Broken Pottery disse...

Jayme,
Estou cuidando.
Grande abraço

Ery,
Você me comoveu, chorei vendo o clip.
Grande abraço

Lady, querida prima,
Vai passar...
Beijo

Alena disse...

Estou no aguardo!!!

Claudio Costa disse...

"Faz escuro mas eu canto, porque a manhã vai chegar". Thiago de Mello.

Van disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Van disse...

A vida acontece de querer nos tirar do eixo. De querer roubar nossa alma aos poucos. De querer desviar os caminhos pra lugares outros que não nos são tão confortáveis.
Luto contra, diariamente!
Porque há coisas que são importantes de verdade. Mesmo que o caminho seja outro, mesmo que a alma esteja cansada, mesmo que o eixo esteja todo torto. E há pessoas que nos são queridas especialmente. Você sabe.
Às vezes é bom voltar ao princípio do que éramos. Mas eu não sou mais quem eu era. Essa nova EU ainda me dói. Mas o que me importa, o que me toca eu não deixo pra trás. Nunca.

Fiquei fora de mim por longo tempo.
Mas.... Tô voltando, querido. (Acho!)
Espero que me aceite.
Volta também.

Beijuca saudosa.

Tatiana disse...

Hummm
se você morasse aqui pertinho eu te chamava em casa, fazia um café, jogava um tarozinho ( é sempre muito lúdico e útil), te fazia um floral, te dava um bom banho de erva fresca e cheirosa...
Era o que eu faria por você, meu caro amigo!

Lord Broken Pottery disse...

Alena,
Já vou, já vou!
Beijo grande

Claudio,
Nada como o Thiagão pra dizer bem dito.
Grande abraço

Van,
Você sempre me emociona. É claro que aceito!
Beijo enorme

Tatiana,
Olha que eu pego o carro e vou aí...
Beijo grande

Lord Broken Pottery disse...

Alena,
Já vou, já vou!
Beijo grande

Claudio,
Nada como o Thiagão pra dizer bem dito.
Grande abraço

Van,
Você sempre me emociona. É claro que aceito!
Beijo enorme

Tatiana,
Olha que eu pego o carro e vou aí...
Beijo grande

Tatiana disse...

Uai,vem!

Adelino disse...

Passei para ver se tinha voltado. Não.
Grande abraço

av disse...

Só para deixar um beijo. Até um dia destes, meu amigo.

Van disse...

E por falar em saudade......

Lord Broken Pottery disse...

Tatiana,
Dia desses, quem sabe...
Beijo grande

Adelino,
Bom saber de você, amigo.
Grande abraço

Ana,
A gente se encontra em breve.
Beijo grande

Van,
Também sinto saudade.
Beijo