segunda-feira, dezembro 03, 2007

Bye Bye!

Sei que meu pai vai se revirar no túmulo, franzir a testa para o filho primogênito, ovelha negra nesse caso, mas adoro esporte. Tudo bem, meu velho, aceito que seja coisa de gente burra, visto a carapuça.
Vejo muita alegria nessa coisa da disputa, acho lúdico e sadio. Vale tanto para quando competimos com nossos limites, como quando, coletivamente, enfrentamos um adversário. Futebol, vôlei, tênis, corridas, natação, tudo desperta meu interesse, chama minha atenção. Gosto de acompanhar na frente da tevê, torcendo.
E sou tão fanático, por exemplo, pelo nobre esporte bretão, que torço para mais de um time. Sério, não estou brincando. Tenho em minha casa, na parede de um quarto, dois quadros. Um do Aldemir Martins em homenagem ao Corinthians, e outro da Monique Deheinzelin, celebrando o Santos. Tenho por esses esquadrões um carinho enorme. Eles, de maneira igual, aquecem meu coração, send0 capazes de me transmitir enorme felicidade. Digo, com a maior convicção, que não sei distingüir qual deles mexe mais com minha emoção. A mesma excitação boa, exaltação extrema, que o Peixe me traz quando ganha, sinto quando vejo o Timão perder.
Ainda ouço emocionado, as palavras vindas da arquibancada ontem:
*
AQUI TEM UM BANDO DE LOUCO
LOUCO POR TI CORINTHIANS!
AQUELES QUE ACHAM QUE É POUCO
EU VIVO POR TI CORINTHIANS!
EU CANTO ATÉ FICAR ROUCO
EU CANTO PRA TE EMPURRAR
VAMOS VAMOS MEU TIMÃO
VAMOS MEU TIMÃO,
NÃO PARA DE LUTAR
EU NUNCA VOU TE ABANDONAR
POR QUE EU TE AMO!
EU SOU CORINTHIANS!
*
Aqui sentado, transbordando de alegria, aceno meu lenço branco para os mosqueteiros do parque São Jorge. Bye bye!

48 comentários:

Aninha Pontes disse...

Taí.
Parabéns pela paixão.
descobri algo em vc que está talvez na mesma proporção de minha fé.
Eu não consigo gostar de futebol, acho tudo muito falso e arrumado.
Tudo carta marcada, acho que os resultados estão sempre pré estabelecidos.
Ganha quem tem que ganhar, perde quem está escrito para perder.
Beijos

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
É apenas uma de minhas paixões. Sou um cara dado à paixões.
GRande beijo

valter ferraz disse...

Lord, vc é surpreendente. Dois times? Bom, isso serve para quando um está muito mal na tabela, consola-se com o outro. Nos confrontos como fica?
De minha parte, fico firme na oposição. Acho que o Curíntia finalmente encontrou o seu lugar. Não deveria abandonar a segundona de jeito nenhum, nem para ir para a terceira. Ficaria se batendo indefinidamente e perdendo na última rodada ad eternun. Maldade minha?
Abraço forte

Lord Broken Pottery disse...

Valter,
Acho que não estão lendo direito o que escrevi. Quando joagam Santos e Corinthians existe a possibilidade da alegria ser dupla: a vitória do Peixe, a derrota do Timão. A alegria que sinto quanto o Santos ganha, é igual a que tenho quando o Corínthians perde.
Grande abraço

valter ferraz disse...

Caco, putz! é mesmo. Passei batido. E se vc não explica ia ficar pensando bobagens. Estamos enfim, do mesmo lado. Todos contra os Gambás!
Melhor agora.
Abraço, mano

Denise disse...

Bem, felizmente, embora "drang', minhas paixões não passam pelo futebol. como falei lá no Valter, minha linda Princesinha já está sendo corrompida e grita:"Vascooooo!!!" Com os punhos cerrados. Pode?
abraço, garoto

Adelino disse...

Lord, vejo que a rivalidade entre torcedores em SP é a mesma do RJ.
Muitas vezes torcemos contra um time não pelo time, torcedores ou clube em si, mas pelo apoio sem limites que lhe é dedicado pela mídia esportiva ou não.
Como eu disse comentando no Valter, sinto pena daquele torcedor que soma às suas agruras do dia-a-dia, uma tristeza tão grande de ver seu time indo para a Segunda Divisão. É uma pena.
Sinceramente, talvez por estar afastado das rivalidades daí, fiquei um pouco triste com a queda do Coringão.
Grande abraço, Lord.

Vivien Morgato : disse...

Lord Caco, ouvi de uma amiga que a coisa mais chata do mundo é ver jogo da copa do mundo comigo..então, veja só...rs
Mas eu fiquei triste com a tristeza dos outros.O choro me derreteu.;0(

Márcia(clarinha) disse...

Putzz, perder é sempre ruim e ser rebaixado é dose...:(
semana boa
beijos

Sandra disse...

Amigo... Você foi lá me consolar e eu aqui, me divertindo com a derrocada de um de seus times. Perdoe-me, mas esto rindo à toa, hoje! Mesmo perdendo a vaga na Libertadores. Mas você tem salvação. Salvo pelo Santos.... rsrsrsrsrsrsrsrsrs.

Beijos

Sibila disse...

Lord,
aqui no meu bairro - só no meu bairro? - foi uma explosão de rojões, uma explosão de alegria por ver o Timão se danar. Fiquei meio assustada, minha prima acha que só essa manifestação por si algo facistóide, mesmo s/ conflitos maiores. Eu acho super-lúdico se levado o termo a sério (essa frase quase se desdiz). Então:
Ão, ão, ão, segunda divisão!!!
Ê timinho - e sabe que eu, Santista, torci por ele? Rárárá é verdade! Coisa de bairrismo paulista/facistóide? Bjs.

Sibila disse...

Correçõeszinhas, prá variar:
"minha prima acha essa manifestação por si algo facistóide" e, mais humilde, "santista".
Bjs.

Anônimo disse...

Caro Lord Rei dos Cacos

seu pai não franzirá a testa para o filho primogênito, sabe por quê?
Porque ele será conquistado pelo texto. Texto de time que tá ganhando, no qual, dizem, não se mexe...
Sou exatamente como você. Futebol, vôlei (acabei de passar várias madrugadas frente à tevê, acompanhando tudo, lá no Japão), tênis, corrida, pode me perguntar que sei tudo...
Vou te ensinar uma espécie de superstição, aprendida com meu amigo, Leonel Prata.
Se seu time ou seu ídolo (pode ser tênis, então não tem time) ganhar, no final, já na comemoração, você corre até a tevê e dá três tapas (!!!) bem na cara de quem você mais
gosta, ou admira, ou curte. Garantia "absoluta" de que, no próximo jogo, outra vitória virá.
Lá em casa, meus filhos ficam à espera de meus tapas, isto é, tapinhas. Depois que quebrei um porta-retratos próximo à tevê, criei um pouco de juízo.

Lindo, seu texto.

Beijo solidário.

Vivina.

Sibila disse...

Ò como sou, mesmo na correção, erro. Não tem jeito mesmo, bj.

james disse...

O bom de visitá-lo é que encontro textos ótimos também nos comentários.

Um abraço.

ery roberto disse...

Lord, eu acredito que você tenha tantos créditos com seu pai que ele, se vivo fosse, já teria lhe perdoado há muito. As palavras da Vivina são sempre sábias, percebeu? Lindo o que ela disse. Mas Lord, sinta o que eu vi ontem. Encontrei com um velho amigo. Muito tempo passou da última vez que estivemos juntos. Ele estava correndo à tardinha na Praça Osvaldo Cruz, um reduto curitibano de atividades esportivas. Ao falarmos me confessou: amigão, to aqui correndo um pouco pra esquecer uma tristeza dupla de ontem. Daí que lembrei, não precisei esperar ele terminar para saber do que se tratava. Pode? Um cara torcer para o Corinthians e para o Paraná Clube? Os dois rebaixados na mesma temporada?! Confesso que tive vontade de rir, mas respeitei a dor do velho amigo.
Abraço.

Ery Roberto Corrêa
www.infinitopositivo.blogger.com.br

Lord Broken Pottery disse...

Valter,
Super do mesmo lado. A coisa que mais me agrada na vida é ver o Corinthians perder.
Grande abraço

Denise,
Belo destino o da Princesinha. Torcer por um clube, ter um time do coração, é uma experiência muito rica.
Grande beijo

Adelino,
Essa rivalidade, às vezes, pode ser muito renhida. De minha parte adoro ver a torcida do Corinthians triste, chorando. Essa alegria não tem preço. A minha postagem foi toda no sentido de agradecer ao timão pela alegria que às vezes me fornece. Da mesma maneira que o Santos me faz vibrar quando ganha, festejo a derrota do Timão. Não é possível distingüir qual é a felicidade maior. Nesse sentido sou grato aos dois times.
Grande abraço

Vivien,
Esse mesmo choro que derreteu você, quase me fez chorar de alegria. A emoção foi fortíssima. Por isso escrevi essa postagem. Sou movido por emoções fortes, principalmente quando escrevo.
Beijo grande

Márcia,
Ver o timão rebaixado não tem preço, é felicidade demais.
Beijo grande

Sandra,
Talvez eu não tenha deixado bem claro. Tenho dois times: um que adoro ver perder (o Timão) e outro, o de fato, por quem vibro quando ganha (o Santos). Fiquei feliz demais com o rebaixamento do Corínthians.
Beijo grande

Sibila,
Discordo da sua amiga. Essas demontrações expontâneas do povo, não têm nada de fascistas. São apenas a evidência de uma paixão pelo futebol que é muito nossa. Na minha rua também soltaram rojões. No fundo eram todas as torcidas contra uma delas, a do Timão. Foi tão bom...
Beijo grande

Vivina, querida,
Então somos iguais. Troco qualquer programa para ver esporte na tevê. Também acompanhei o vôlei no Japão. Adoro época de Pan, Olimpíadas, Copa do Mundo, etc. Agora que acabou o Campeonato Nacional fico triste, sentindo um vazio enorme, o que vou assistir? Os programas de esporte, mesas redondas, debates, sempre podem contar com minha audiência. Também tenho algumas manias. Faço figas quando vão cobrar contra o time que torço, e tenho certeza de que assim evito o gol. Sou daqueles que assiste participando o tempo todo, sofrendo, quando termina o jogo estou extenuado.
E tenho ídolos. Acho que é saudável ter ídolos, não me pergunte por que.
Grande beijo

Sibila,
Você se preocupa demais com isso. Relaxa!
Beijo grande

James,
Obrigado, amigo, também acho e é por isso que escrevo. Para ler depois os comentários, me enriquecer com eles.
Grande abraço

Anônimo disse...

Caco, Caco,

vamos, juntos, chorar a ausência de jogos na tevê, até que o ano esportivo recomece?
Também vejo as mesas redondas, os debates. Tenho - e li - os livros sobre o Bernardinho, o Guga (ah, o Guga, como já torci! So faltava sonhar com ele, se é que não sonhei...)
Um dos meus filhos (Fabiano), desliga a tevê, abaixa a cabeça e pára de respirar, quando vão cobrar contra o Galo. Morrendo de medo, passado um tempinho, liga de novo.
Mas, meu companheiro das madrugadas , e de todos os esportes, é o Bernardo, são-paulino.
Pô, às vezes me esqueço, começo a falar nos meninos (aqueles marmanjos!), penso que estou em seu e-mail, não em seu blog.
Desculpe-me, de verdade.
Beijo, beijo.

Vivina.

Lord Broken Pottery disse...

Ery,
Taí a prova da teoria da relatividade aplicada ao esporte. Alegria dupla para mim. Vice-campeonato do Santos, com aquele timinho (o Vanderlei faz milagre) e rebaixamento do Corinthians. Como já disseram (acho que foi o Edu Lobo): o que dá pra rir dá pra chorar. Não sei se eu seria tão bem educado como você. Não teria segurado o riso.
Grande abraço

Vivina,
Aqui a gente está em casa. Engraçado, convivi tanto tempo com o Bernardo, vendo ele sempre no Banco Real, e conversamos pouco. Não sabia que ele era sãopaulino. Deve ser uma delícia ser sãopaulino. Se um dia eu nascer novamente, e voltar para São Paulo (preferia ir para Londres e torcer para o Arsenal), quero vir tricolor.
Grande beijo

Anônimo disse...

Pois é, Caco

e o Bê fala tanto! Talvez ele se sentisse meio calouro lá no Real, sei lá.
Lá em casa são dois felizes. Mariana também é sãopaulina (é assim que se escreve, tudo junto?
Escrevi com traço de união no comentário anterior, mas - agora - te copio...)
Temos um acordo: torcemos contra todo e qualquer time que esteja jogando contra o Galo, ou o São Paulo.
No entanto, no dia em que um joga contra o outro, nos dividimos. No estádio também. Se os dois jogam, vamos juntos até a entrada. Lá, cada qual com cada qual.

Beijo da

Vivina.

PS. Viu? Você foi falar que estávamos em casa, abusei.

Lord Broken Pottery disse...

Vivina,
Na hora de escrever sou mais você. Se antes a Vivina tinha escrito são-paulino, hifenizado, deve ser assim. Lembra que eu estudei matemática? Pois é, meu português é meio fraquinho, vivo cometendo assassinatos. Você nunca abusa.
Grande beijo

peri s.c. disse...

Lord, as aparências e os pseudônimos enganam, eu imaginava que seu esporte era o golf ou o cricket...
Tocas uma cuiquinha ou um tamborinzinho de vez em quando ?
Um abraço, aqui do green.

Cristiane disse...

Querido amigo Lord,

Perdoe-me pela ousadia, mas chamo-te de amigo por gostar demais de você viu?

Que bom recebê-lo lá em casa, estava mesmo sentindo sua falta, mas entendo pois sofro do mesmo mal: Falta de tempo! Um dos grandes males que assola a humanidade!

Como você, sou uma mulher dada à paixões, e tenho aprendido que as melhores são as coisas mais simples dessa vida...rs
Como uma boa música, uma boa leitura, um bom papo, até mesmo um silêncio...
Basta que saibamos enxergar isso...

Quanto ao esporte, é algo que curto muito tb, admirando os atletas que vencem pelos seus próprios esforços, visto que no nosso país falta-lhes em sua maioria incentivo, patrocínio, e por aí afora...Qto ao futebol, á mesmo uma paixão nacional, mas me entristece vê-lo tão distorcido pelo dinheiro, mas tudo bem, coisas que não se podem mudar, e se gostamos, gostamso de qualquer jeito, sou flamenguista, mas não me pergunte o nome de um jogador do Flamengo que eu não sei....rs

Bom tê-lo de volta...Apareça sempre, é uma honra viu?
Beijo carinhoso e desde já, um bom fim de semana, Cris

Maria Helena disse...

Lord,
Sempre gostei de esporte, desde jovem.Na minha casa ninguem, nem meus filhos,muito memos meu marido.
Já assistí olimpíadas e copas do mundo sozinha.O barato é, quando estou com meus irmãos e minhas cunhadas, aí não é só torcida vira farra.
No futebol: em São Paulo, sou mais uma sofredora, sou Corinthians, no Rio, Fluminense, por acaso clubes em que Rivelino(meu ídolo) jogou.
Contudo nada beira a fanatismo, equilibro bem minhas emoções.
Bjs

Ricardo Rayol disse...

meu carissimo, sei que com quem está no chão, combalido pelas feridas do sagrado campo de combate não se pisa nem espezinha... mas não posso deixar de comentar que

TORCI PRA CACETE PRA VER O CURINTHIAS NA SEGUNDONA

pronto pronto, ufa, aliviei. ehehehehehe

alice disse...

Lord,
Fico muito feliz quando vejo o Flamengo perder,urubu otário,o centenário foi pra casa do c... !Você não tem idéia de como eu gritei isso no ano que ''o timinho'' perdeu o campeonato logo no ano do seu centenário,não adiantou nem pediu pra São Judas Thadeu,o pobre do santo não deu moleza não!
Sou tricolor de coração,sou do clube tantas vezes campeão!!
Mudando de assunto.
Sempre reparo nos comments aqui do blog e adoro ler os comentários,da Vivina,adoro essa conversa entre vocês,como estava com vergonha de te perguntar sobre a Vivina fui ao Google e encontrei milhares de coisas sobre ela,que maravilha,ela é uma super escritora!!
Vou olhar com calma alguns sites e ler mais,li uma entrevista dela para a editora Ática ,super legal!
A Vivina é uma fofa!!

Vivina,um beijão pra você!!(perdi a vergonha!)
nas andanças sobre a Vivina no google estava um dos seus posts de Abril de 2007 intitulado ''Once Upon a Time '' ,li,reli,e me lembrei que eu já lia seu blog.
Ps; Lord,acabei de ver minhas notas na net e li que tirei ótimas notas na facul,e a mais alta 9.8 em Comunicação,meu professor sempre elogiava minhas redações,obrigada,pq eu aprendi muita coisa aqui,o mundo mágico da família Ramos,do avô ao neto!
Thanks!
BEIJÃO!!

Anônimo disse...

Lord, meu Caco queridíssimo,

como é que eu faço com esses seus leitores maravilhosos?
Fico meio sem graça, pô!
Sou mineira da roça, cresci no mato, no meio das árvores, ouvindo galos de madrugada, bois e vacas durante o dia, sapos à noite...
Sou da roça, andei por internatos de freiras, sei ouvir elogio não!
Como é que eu faço com essa Alice, pra lá de simpática, que chega me contando "um colosso" de novidades? Google, eu? Vou lá, conferir. Ver se estão falando em galos, vacas e sapos...
Alice, quem é você? Fiquei curiosa.
Muito obrigada, mas sou nada disso não. Sou só alguém que gosta de ler e de escrever, mais de ler.
Gosto de ler o Caco, gostei de te ler. Ah, gosto de ser lida, claro.

Um beijo surpreso pra você e um -mais uma vez - agradecido, pro Caco.

Vivina.

alice disse...

Oi Vivina,
Bem,o blog é do Lord,mais vou me meter e falar quem eu sou!rs
Bem,eu conheci o Ricardo através do Jayme do Dito Assim,e virei fã do Ricardo,sou uma amiga virtual orgulhosa,que espero um dia se tornal real.
Sou estudante de Eventos,carioca,31 anos e tenho um blog www.aliceeventos.blogspot.com que conta sobre meu curso e umas historinhas bobinhas da minha vida,será um prazer recebê-la em meu cantinho.
Fico honrada em receber seu beijo VIvina,obrigada!
beijos!!
Ah, deixo aqui meu e-mail : alicebr40@hotmail.com fique a vontade viu!!
Todo mineiro é gente boa Vivina,vc é show!!

MEG disse...

Ai, ai, ai, ai!!!!
Que Lord mau-vado;-)
Pois eu, sabe, Lord, sou sempre o time que ganha, ou então sou o time daquele por quem estou apaixonada.
Coisa que vai ficando meio difícil por um termpão em minha vida.

---
Agora, aqui para nós: eu a-do-ro os comentários do Peri e do Guga!
Morro de rir sozinha nafrente do monitor (o que causa dúvidas sobre minha sanidade em quem me vê) mas Peri, oi Peri, que que isso;?

Não existe contradição: o futebol é criação britânica, esporte nobre criado por ceux Bretons fous!
Falou?
;-)))

E agora, voltamos às nossas trsnmissões normais, ô gente de coração duro.
Mau-vados.
Eu fico sempre do lado dos fracos e oprimidos.
Sou Fluminense e Botafogo!
E também me divirto com a ... bom pra ser chique vou dizer a palavra: Schadenfreude
Iuhu!
Beijos

Meguita
Beijos pra *minha* Vivina!!!!;-)
Meg (sub Rosa)

Eduardo P.L. disse...

Lord, aqui também temos em comum a tristeza da DERROTA do Timão. Sou o pior torcedor do mundo, mas quando garoto esse era meu time. Nenhum outro. Hoje só assisto jogos da seleção brasileira, para minha enorme tristeza, também. Não se joga mais como antigamente!

Foirte abraço, e espero te encontra no Valter, hoje a noite!

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Já tinha respondido pra você, o blogspot é bom jogador, me driblou direitinho, fiquei sentado no meio do gramado. Na Inglaterra o que eles gostam mesmo é de corrida de cavalo.
Grande abraço

Cris,
Esse blogspot só me faz passar vergonha. Tanto tempo sem responder... Juro que já tinha escrito antes e ele disse que estava legal. Antes de mais nada não posso deixar de dizer que também gosto muito de você.
Respondendo ao que você disse, duas coisas me chamaram a atenção, essa coisa da simplicidade também me pega, acho que as paixões mais simples são as melhores. A coisa dos atletas que se superam sem nenhum apoio também foi muito bem lembrada.
Grande beijo, amiga

Maria Helena,
Essa da coisa da farra em família que o esporte pode propiciar é muito bacana. Com relação ao Corínthians também gosto muito, de vê-lo perder.
Beijo grande

Ricardo,
Acho que não fui muito claro nesse texto. Também torci muito contra o Corínthians. A coisa que mais me alegra na vida é vê-lo perder.
Abração

Alicinha, querida,
Também gosto muito da alegria que você espalha quando vem por aqui. Saiba que você é sempre benvinda. Quanto à Vivina, pode ter certeza que ela é muito mais do que aparece.
Grande beijo

Vivina,
Você merece, tenha certeza disso.
Grande beijo

Alice,
A Vivina é uma mineira mais especial ainda.
Beijo

Meg,
Você tem razão, penitencio-me, ando muito mau-vado. É que ver o Corínthians perder, desde o tempo em que o Pelé jogava (sou velho, hein?), sempre me deu um prazer indescritível. Quanto ao Guga e o Peri, têm uma inteligência diferenciada, acrescentaria a essa dupla o Claudio Boczon, transformando-a em um trio.
Rande beijo

av disse...

Lord,
Estes posts sobre desporto têm um estranhíssimo efeito em mim: parece que estou a ler chinês, tudo me é estranho nesse mundo. A prova é que não conheço NENHUM dos nomes que você cita, imagine a incultura. Acho que me pareço com o seu pai, que não era fã. Mas gosto de ver o seu entusiasmo e às vezes tenho inveja de quem vibra assim com futebol ou outro desporto qualquer.

Um beijo

Marcio Gaspar disse...

se a queda do curíntia servir para moralizar um pouquinho que seja o nosso maltratado e vilipendiado futebol, terá valido a pena. mas o certo mesmo seria tirar-lhe o título de campeão brasileiro de 2005, reconhecidamente conquistado espuriamente e com dinheiro sujo. e anote aí: www.quasepoucodequasetudo.blogspot.com. grande abraço, meu caro!

Lord Broken Pottery disse...

Ana,
Sei disso. Por isso mesmo evito o assunto por aqui. Não me parece que deva ser muito agradável ler as coisas em chinês. Dessa vez, contudo, não consegui evitar o entusiasmo.
Grande beijo

Marcio,
Começamos bem. Concordo com tudo o que você escreveu.Fico muito feliz em ver o upgrade de status: de comentarista para blogueiro. Desejo-lhe sucesso na empreitada. Estarei, obviamente, te linkando. Foi muito bom ter conhecido você pessoalmente.
Grande abraço

anna disse...

fazia tempo que não me sentia tão orgulhosa do meu timão.
lutaram com suas poucas armas, porque craque alí não temos.
cairam em pé.

que os cartolas se toquem da fidelidade da torcida e da garra dos meninos lutadores e se convertam ao timão.

anna

Lord Broken Pottery disse...

Anna,
Eu também me senti muito bem. Nada paga a alegria de ver o Corínthians cair.
Beijo

adelaide amorim disse...

Lord querido, não tenho nada contra futebol, embora não me faça a cabeça. Só não gosto de torcidas agressivas e baderneiras, mas disso acho que só gosta quem é agressivo e baderneiro. Entendo bem seu ponto de vista e o de seu pai, porque o meu também era visceralmente contra e nunca dei razão a ele. Quando pequena, sem ter a menor idéia do que estava fazendo, "torcia" pelo Fluminense, e por isso ainda tenho simpatia pelo time. Nada muito sério...
Beijo.

Lord Broken Pottery disse...

Adelaide,
Sei que futebol, pricipalmente entre o público feminino, não é lá dos temas mais preferidos, por isso evito. Nesse caso, porém, a alegria em ver o Corínthians na segundona foi muito grande. Não consegui evitar o post.
Beijo grande

av disse...

Nem tem que evitar, ora essa! Este blog é seu, fale de tudo o que quiser e for importante para si. E uma vitória do clube por quem se torce (sei que aí se diz team) é uma grande alegria para quem gosta de futebol. Por isso, parabéns e bons festejos!!
Outro beijo

Lord Broken Pottery disse...

Ana,
Aqui dizemos time mesmo. Aportuguesamos ou abrasileiramos.
Grande beijo

Silvares disse...

Caramba Lord, por vezes chego a pensar que também devo ter sangue azul. Desporto (esporte:-)na TV é uma doença que me rói o estômago e o futebol é talvez o que mais parecido com religião sou capaz de aceitar. Natação não gosto muito mas corridas em pista ou a corta-mato conseguem prender-me a atenção.

adelaide amorim disse...

Gostei de ver voc� l� no Umbigo, viu? Um grande beijo.

Lord Broken Pottery disse...

Silvares,
Essa mania pelo futebol é muito ampla, surpreende-me o alcance que tem. Vocês, em terras lusas, tem uma diversão adicional: o Felipão. Tenho saudade dele.
Abraço

Adelaide,
O prazer foi meu.
Beijo

Magui disse...

heheh.Tadinhos!!! Seja generoso...

Lord Broken Pottery disse...

Magui,
Eu, generoso com eles? Nunca!
Beijo grande

Fernando disse...

Oi, Lord,
eu também sou um aficionado pelos esportes. De modo geral. Talvez seja o futebol, o que menos me atrai, embora seja um dos que mais comento e opino. Talvez, envolvido pela regra geral, pela mania brasileira.
Vejo tudo que posso, mas futebol, só pouca coisa. Meu Mengão, ai, sim!
Mas, creio que essa paixaõ esportiva, herdei do meu pai.
abraços
fernando cals

Lidiane Martins disse...

Olha, sei que o assunto é antigo e o post é velho, mas ainda assim eu tenho de falar: tu és igualzinho meu irmão. O pequeno é louco pelo Santos e torce feito um destrambelhado pela queda do Timão.
Eu, como boa moça que sou, torço pelo Vasco e pelo Paissandú (que anda muito mal das pernas, diga-se de passagem) e tenho repulsa pelo Timão e pelo Flamengo, mas confesso que já gostei mais de futebol.
Hoje em dia não faço questão de assistir aos jogos nem de acompanhar os campeonatos. Acho que o futebol, assim como a F1, deixou há tempos de ser um esporte que prima pela competitividade limpa e passou a ser um negócio. E isso me cansa, sabe? Aí deixei mais de me interessar por futebol. Ainda não consegui deixar de lado a F1, mas uma hora eu consigo. Hehehehehe

Beijo apertado, Lord.

Lord Broken Pottery disse...

Fernando,
Só agora vi seu comentário. Bom saber que temos mais coisas em comum.
Grande abraço

Lidiane,
Seu irmão sabe das coisas. E você também. O esporte coletivo que gostava de praticar era vôlei. Parei devido a algumas contusões (vivia arrebentado). Hoje gosto de correr. A última São Silvestre foi muito difícil, um sol pra cada um.
Beijo apertado procê também