segunda-feira, junho 30, 2008

Day After

Voltamos à nossa programação normal. O título não poderia ser mais adequado. Vivo uma intensa ressaca pós lançamento. Para os que não sabem, ela existe. A gente fica feliz, até meio aéreo, bobo com tudo o que aconteceu, e um pouquinho triste, por ter aproveitado quase nada a presença dos amigos. Não deu para conversar, curtir o carinho que levaram à livraria, todos queridíssimos. Só fui saber que teve bufê, serviram bebida e salgadinhos, em casa, à noite, pela minha mulher.
Quando fui deitar, desmunhecado pelo excesso de autógrafos, aflito por saber ter esquecido de registrar o que precisava, lamentando ter dito menos do que devia, consciente da pobreza de meu repertório, insatisfeito com os garranchos que macularam as páginas do livro, tão bonito, e com os prováveis erros que cometi ao escrever tão rápido, encostei a cabeça no travesseiro e sorri.
Vocês são o máximo!

41 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Meu caro Lord,

e pelo número de gente na tarde de autógrafos, o correto é ,NOSSO caríssimo, Lord,

agrsadeço seu comentário, e informo, para seu conhecimento: no Domingo postei uma foto do evento no Drops, e amanhã terça-feira, sairá outra postagem, com mais imagens, no Varal.
Foi uma tarde memorável.

Forte abraço

Lord Broken Pottery disse...

Eduardo,
O melhor foi estar com vocÊs.
Abração

anna disse...

caro lord, fique tranquilo porque foi só sensação: vc foi o gentilísssimo de sempre. e sua alegria estava estampada em seu rosto. como mulher após o parto.
e li o livro e adorei! parabéns.

valter ferraz disse...

Caco,
vc Quebrou tudo!
Beijo, mano

Menina Eva disse...

Nossa, parabéns, Lord.

Que hajam outros lançamentos, rodas de leitura, palestras, tudo remunerado e gostoso de fazer. :D

disse...

Lord...este teu pequeno texto,só vem confirmar o teu talento....
Foi um prazer conhecê-lo ..."hoje"
e "ontem"...através dos seus olhos de menino com sua linda avó e seus maravilhosos cabelos azuis...adorei!
Obrigada pela visita...
Abraço Vi

Vivien Morgato : disse...

Minha avó também tinha "cabelos azuis", essa foi a primeira frase que li, quando folheei o livro.;0)
Foi ótimo ter ido prestigiar você e ainda de quebra ver os meus queridíssimos Walter e Aninha!
Adorei tudo, beijos e parabéns.

Aninha Pontes disse...

Querido amigo, você é o máximo.
E aqueles momentos com você, com Cordélia, e todos os demais amigos, só veio comprovar que estamos no caminho certo. Que tudo que já fizemos e ainda queremos fazer, para reforçar nosso relacionamento de amizade, é o que de melhor a blogosfera nos trouxe.
Mais uma vez parabéns, estava divino.
Você como sempre, uma das criaturas mais meiga e carinhosa que já conheci.
Nos próximos dias teremos registros de nosso encontro.
Beijos prá vocês dois.

Ricardo Rayol disse...

desejo todo o sucesso.

Lord Broken Pottery disse...

Anna, querida,
Legal que você gostou. Que bom!
Beijos

Valter, mano,
Onde, onde? Nem percebi...
Abração

Menina Eva,
Gostei dos seus votos, muito sábios.
Beijo grande

Vi,
Eu é que só tenho que agradecer, muito!
Beijão

Vivien,
Pena que nos vimos tão pouco.
Beijo grande

Aninha,
Em matéria de meiguice eu ainda fico lhe devendo, muito.
Beijo enorme

Ricardo, meu amigo,
Obrigado!
Abração

valter ferraz disse...

Caco, fique tranquilo. Eu só quis dizer que estava muito bom.
Abraço forte

Lord Broken Pottery disse...

Valter, mano,
Eu entendi. Só estava brincando.
Abração

Anônimo disse...

Meu, aliás, nosso querido Lord,

a correção - justíssima - deve-se à observação do Eduardo, no primeiro comentário de hoje. Com tanto sucesso, "egoísmos" particulares perdem a vez e o sentido. Neste "day after" você pertence, democraticamente, a todos. Seu livro também, com a avó tão fielmente retratada. À noite, em casa, voltei a relê-lo, desta vez com calma, me detendo não apenas nas ilustrações, mas - sobretudo - nas entrelinhas. Pô, Caco, como sua avó, que tive a felicidade de conhecer, está presente nas entrelinhas! Ela só falta falar! E como se orgulharia do neto, contador-escritor de histórias dos bons! Tão bom, que conta a ela sua própria história.
Como já te disse várias vezes, referindo-me a seu pai, acredito que os seres queridos nunca se vão completamente. Continuam à nossa volata, perabulando, atentos. D. Heloísa devia estar por ali, na livraria, junto de todos, mais feliz que todos. Bela homenagem.

Beijo grande

Vivina.

ery roberto disse...

Lord, meu querido amigo, você não sabe o quanto senti por estar vivendo uma fase difícil e não poder sair daqui com a facilidade de outrora. Certamente assim fosse, teria estado junto a vocês com enorme satisfação. No sábado, no horário do lançamento, lembrei muito de tudo. Em certo momento pareceu-me estar aí. Aceitei que foi assim e fiquei feliz por sua festa ter sido prestigiada pelos amigos como deveria ser. Forte abraço e muitas felicidades com essa "nova criança".

Ery
www.infinitopositivo.blogger.com.br

Aninha Pontes disse...

Lord querido, tinha de voltar.
O comentário da Vivina, foi tão gostoso de ler, parecia que estava vendo ela te falar, estava sentindo isso tudo.
Ela sabe do que fala, ela viveu muito mais de perto sua vida que todos nós. Falou com propriedade, portanto, acredito realmente que D. Heloísa estava ali, feliz e orgulhosa.
Como nós, humildes amigos, estávamos orgulhosos de ser seus amigos, de ter esse privilégio.
O sentimento de perda do Ery, diz tudo isso.
Adorei ver seu rosto feliz, meigo sim, e poder participar de um momemnto tão feliz.
Beijo querido

denise disse...

Pois é, e eu perdi!!!!!!
Cadê fotos, cadê tudo????
Reitero meus votos de sucesso e que voc~e se sinta plenamente em êxtase, abobalhado, sim, curtindo bastante este momento tão conhecido e ainda assim, tão singular.
Quero adquirir um exemplar.
grande abraço, garoto

ana v. disse...

Muitos parabéns, querido Lord.
Tudo foi merecido! E o livro parece ser lindo, pena não poder comprá-lo aqui.
Beijo grande

ana v. disse...

Volto com Vergílio Ferreira, que tem isto para dizer a vc:

"Caiu-te em cima uma ovação de estrondo. Foste celebrado com um calor intenso. E reflectiste surpreendido que toda a razão disso estava num sítio invisível de ti que por isso nunca conheceste. Não será razão para te alegrares? Porque é do invisível e do incognoscível que nasce o que se pode ver e vale a pena conhecer."

Vergílio Ferreira

Mais um beijo!

Silvares disse...

Pelo que leio (e vejo) posso dar-lhe os meus parabéns pelo sucesso que teve o lançamento do livro. Quem tem tantos amigos assim não é sortudo porque amizade é muito mais que sorte, é arte.

sonia a.m. disse...

Parabéns mais uma vez, Lord! Pelas fotos pude ver que a noite de autógrafos foi um sucesso! Foi pena eu não poder estar presente... mas certamente vou encomendar o seu livro!
Abraços!

Lord Broken Pottery disse...

Vivina, querida de todos nós, vou aderir à democracia só um pouquinho. Dizer que suas palavras me emocionaram é chover no molhado. A maioria das vezes em que leio o que você escreve fico assim, com os olhos marejados. Vovó, a homenageada, conhecendo-a bem e sabendo que adorava uma festa e agitação, é bem capaz que estivesse mesmo por lá. Estaria sentada, não gostava de ficar em pé, em algum lugar pertinho de mim, talvez naquela cadeira ao meu lado. Às vezes diria coisas que me fariam muito bem. Um carinho, elogio, afago. Ninguém soube mimar-me como ela.
Beijo grande

Ery, meu caro,
Sem dúvida você esteve presente. Em alguns momentos, vendo todos aqueles amigos, recebendo o carinho que me ofereciam, lembrei de você. Não como um ausente, alguém distante de quem se sente falta, sua felicidade viajou desde o Paraná e nos abraçou. O tempo todo eu sabia que você estava lá. Obrigado por sua presença.
Grande abraço

Aninha, querida,
Volte sempre. Fica até difícil falar em privilégio. Tudo o que aconteceu me faz a mais privilegiada das pessoas. Quem tem amigos como vocês, precisa de quase mais nada. E falando em meiguice...
Beijo grande

Denise, querida garota,
É exatamente assim que venho me sentindo: FELIZ!
Beijo grande

Ana,
Um dos meus maiores defeitos é ser um pouco desorganizado. Quando recebi os seus livros, ótimos por sinal, deveria ter anotado o seu endereço. Não o fiz. Mande o seu endereço para rramosfilho@uol.com.br que eu te envio o livro. Aí é mais difícil achá-lo nas livrarias. As palavras de Vergílio Ferreira são lindas.
Beijo grande

Silvares,
Sou realmente felizardo meu amigo.
Grande abraço

Sonia,
Obrigado, sempre, pelo seu carinho.
Beijo

james emanuel disse...

Parabéns pelo lançamento e pelas demonstrações de amizade que o cercaram.
Um exemplo da importância de se fazer um trabalho de alto nível, honesta e modestamente.

Um abraço.

Mani disse...

Fico tão feliz por voce!!! Parabéns!!!

GUGA ALAYON disse...

Sir, minhas avós, Angela e Zaine, estão sorrindo lá nos camarotes.
Sucesso!
abração

Milton Ribeiro disse...

Meus parabéns! Vi as fotos com a tua cara de feliz.

Depois vc me explica melhor essa coisa de ter desmunhecado...

jayme disse...

Estava uma delícia, milord, delícia essa que se prolongou com a leitura.

Sibila disse...

As palavras trazidas aqui por vc e pelos que lá estiveram (e, de certa forma, pelas dos que lá não estiveram)transbordam o que se chama de verdadeiro encontro. Que lindeza! Você merece, Lord!
Não preciso nem dizer o quanto, só de pensar, me deu água na boca e na boca o coração.
Pra compensar, então, o livro! E, por aqui, novos bate-papos com vomicê.
Beijão.

adelaide amorim disse...

Bom saber notícias, principalmente quando são boas. Contente por você, Lord!
Como posso adquirir seu livro?
Beijo e sucesso, sempre.

Anunciação disse...

Fico felicíssima com seu sucesso;e com pena por não poder estar lá.Quero o livro mas com autógrafo do autor;é dificil atender esse meu desejo?

Adelino disse...

Lord, é impressionante como ainda que virtualmente as pessoas passam a pertencer ao nosso círculo de amigos. Falo tanto em vocês todos que até meus filhos já os conhecem, mesmo porque eu envio alguns posts de vocês para eles.
Meus parabéns pelo livro, pelo sucesso. Pretendo adquiri-lo por esses dias aqui no Rio.
Grande abraço, um ótimo final de semana.

PS - Minha filha chegou há pouco comentando que conheceu alguns de vocês pelo blog da Aninha.

Aninha Pontes disse...

Querido, e afesta continua lá pelo meu blog.
Dá vontade de esticar muito.
Olha, fiquei surpresa. A filha do Adelino no meu blog.
Que gostoso.
Beijos e lindo final de semana.

denise disse...

Eu ainda não comprei, mas vou fazer como o Adelino, hehe.
abraço, garoto

Blog do Beagle disse...

Lindo post. Um poema. Bjkª. Elza

Lord Broken Pottery disse...

James,
O melhor de tudo são estas demonstrações de amizade. Nesse sentido estou enriquecendo.
Grande abraço

Mani,
Eu por ter o seu carinho.
Beijo grande

Guga,
Suas avós, tenho certeza, estão em camarotes de luxo, que fizeram por merecer.
Grande abraço

Milton,
Estava realmente muito feliz. Lançar um livro é sempre uma bela experiência. Quanto à questão de desmunhecar, não há muito o que explicar, foi literal. Saí com a munheca cansada de tanto autografar.
Grande abraço

Jayme,
Fico feliz com as suas palavras, até pelo respeito que tenho pelo que você escreve. Sei que tem gosto apurado.
Grande abraço

Sibila, querida,
O importante para mim é continuar merecendo as suas visitas, seus comentários. Ainda lançarei muitos livros e você estará presente.
Grande beijo

Adelaide,
O livro foi editado pela Editora Globo. Teoricamente, as editoras muitas vezes falham, deveria estar exposto nas melhores livrarias do ramo. Casa não tenha em sua livraria preferida, encomende que eles providenciam.
Beijos

Anunciação,
Mande seu endereço para rramosfilho@uol.com.br. Se a editora me enviar mais livros eu mando um pra você.
Beijo grande

Adelino,
Também sinto a mesma coisa. Tenho por você um carinho muito grande. È como se o conhecesse há muito tempo.
Grande abraço

Aninha,
Só posso agradecer, sempre.
Beijão

Denise,
Espero que você goste. Sua opinião é muito importante para mim.
Beijo grande

Elza, minha amiga,
Seu carinho me faz muito bem.
Beijo grande

Eliana disse...

fiquei sabendo via tchurma que foi bárbaro, fico super feliz, vc bem que merece.

Saramar disse...

Lord, meus parabéns por este fruto que você fez abrir, espalhando belezas pelo mundo.

Desejo-lhe o sucesso, já seu conhecido, mas em dobro.

beijos
P.S. Perdão pela ausência. O tempo anda curtíssimo por estes lados de cá.

Meg (sub Rosa) disse...

Querido Lord:
Eu , sentindo-me o máximo, deixo aqui desejos de uma feliz semana.
Com afeto
Meg

adelaide amorim disse...

E quedê a programação normal? :)
Abração, Lord.

Lord Broken Pottery disse...

Eliana,
Pena que agora você virou carioca, caso contrário teríamos estado juntos.
Grande beijo

Saramar,
Quem tem que pedir perdão pela ausência e demora em responder sou eu.
Beijão

Meg,
VocÊ sente o que é, apenas o máximo.
Beijo grande

Adelaide,
Boa pergunta, excelente cobrança!
Beijo grande

Maria Helena disse...

Lord,
Parabéns pelo livro. Sucesso.
Caminhar pelas aventuras passadas na infância,trazer a cumplicidade mais doce da vovó,é mágico e belo. Essa magia, me leva tb ao paraiso,
ao encontro da minha avó que figurou em minha vida de modo especial e único.
Delícia de leitura.
Bjs.

Lord Broken Pottery disse...

Maria Helena, querida,
Estar com as avós da gente é bem isso, aproveitar o paraíso. Agradeço comovido as suas palavras.
Grande beijo