segunda-feira, agosto 23, 2010

Eleições

Escrevo com a certeza de que irei desagradar muita gente. Paciência, já passei da idade de precisar andar enturmado. Embora o momento político atual me dê engulhos, vejo com tranquilidade a quase certa eleição da Dilma. É claro que prefiro o Serra, disparado, e nele irei votar, mas é apenas uma opção pessoal e não política. Qual a a real diferença entre PT e PSDB no terreno das ideias? Nenhuma. Os dois são partidos que abandonaram a esquerda e se posicionaram ao centro, quase sobrepostos. Talvez esteja aí a maior dificuldade entre eles. O incômodo de disputarem a mesma posição, a falta de espaço. Lula e Fernando Henrique fizeram governos idênticos. Gastos públicos exorbitantes, violência, saúde precária, educação ridícula, denúncias de corrupção, falta de uma eficiente reforma política, juros altos e impostos estratoféricos. As diferenças correm por conta de conjunturas mais ou menos favoráveis. Se o momento atual coloca na mesma canoa - furada? - o atual presidente, a sua candidata, Sarney, Collor e Maluf, além de quadros oportunistas do PMDB, seguem no mesmo barco tucano o ex-governador, Quércia, Cesar Maia e as raposas velhas de sempre do DEM. Cadê a ideologia? Não cabe mais em nosso mundo, não dá tempo. Somos agora o país do futuro. Enquanto a China fabrica tudo o que se consome por aí, e a Índia segue seu destino de back-office, alguém precisa plantar para o mundo comer, não é mesmo? Dilma, ou muito improvavelmente Serra, irão tocar nossa fazendinha verde e amarela exatamente do mesmo jeito.

22 comentários:

Anônimo disse...

Lord Caco,

tristeza!
Beijo
Vivina

Lord Broken Pottery disse...

Também acho, querida.
Beijo grande

Maria Helena disse...

Lord
Estamos caminhando na direção certa, FHC deu a largada, o LULA continuou e aperfeiçoou de forma brilhante.
O centro é a base do equilíbrio é a sustentação das laterais, é uma posição racional, fico feliz pela evolução do pais.
Em tempo: O meu karma é de carne, osso e chateção rrs,mas vou seguir seu conselho para ter "carma".
bjs

Arnaldo disse...

Ricardo,

Você sabe que minha forma de ver as coisas não é exatamente esta, mas, pra dizer a verdade, não difere tanto assim. Eu consigo identificar algum avanço obtido pelo governo Lula, embora nunca me furte de criticá-lo, quando acho necessário (e, constantemente, acho). Só tomo o máximo de cuidado para criticá-lo na direção correta, fugindo da armadilha do preconceito.

claudio boczon disse...

pular da frigideira para cair no fogo...

...selaví!

Eduardo P.L disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo P.L disse...

Lord,

penso EXATAMENTE como você. Poderia assinar este texto, sem antes fazer um adendo entre as diferenças entre os dois governos ( FHC e LULA ), a corrupção e o aparelhamento do Estado foram os pecados mortais cometidos pelo do PT, e disso não podem culpar os governos anteriores! Sempre se roubou neste país, mas nunca tanto, e sem culpa, como no governo Lula! E disso os esquerdinhas de merda não falam!
Parabéns pela posição, pelo post, e coragem de desagradar alguns, mas agradou muitos outros.
Tenho dito, e já escrevi: Oposição que não faz oposição, perde eleição! E em resumo é disso que trata no texto.Essa frase resume nosso pensamento!
Forte abraço,

Lord Broken Pottery disse...

Maria Helena,
Nossa única diferença é que não consigo ver brilhantismo no Lula.
Beijo grande

Arnaldo,
Acho bom que você toque no assunto. Essa questão de preconceito, quando se fala no Lula, é sempre lembrada. No meu caso passo sempre longe de qualquer preconceito. Principalmente quando se trata de nordestino, por razões óbvias. Não gosto do Lula como, geralmente, sou muito crítico ao PT por razões políticas e quase atávicas. Não poderia ser favorável a um partido que nasceu com apoio da Igreja e fazendo oposição ao Partidão.
Grande abraço

Eduardo,
Concordo com você no sentido de que o PT muito criticou, e fez igual.
Grande abraço

Zé Octavio disse...

Lord, temos muito mais pontos concordantes do que contrários, mas ainda procuro identificar alguns avanços, com certo otimismo.
Insisto que o Lula, críticas a parte, deu grande demonstração de desprendimento ao evitar a tentação do terceiro mandato e também aponto que foi preservada a liberdade de expressão.
Por outro lado, boa parte das lambanças começou com a luta pelo segundo mandato do FHC.
Tecnicamente, temos vivenciado eleições que chegam a ser um espetáculo de democracia, sem acusações sérias de fraude. E o povo está votando livremente...
Quem precisa evoluir são nossos partidos. E até o PT já começou sua auto-análise - vide o artigo do André Singer, petismo x lulismo, no caderno Cebrap.
Lord, nem no PT eles lembram mais que a Igreja os apoiava, ou que eram contra o Partidão. Agora, o que vale é a ideologia do Duda Mendonça!
Grande abraço

Lord Broken Pottery disse...

J.O,
O Lula disfarçou, de forma inteligente, o terceiro mandato. A Dilma fará o que ele mandar. Será mais cômodo até. Ele terá o louro dos dois primeiros, e poderá colher ou não os frutos do terceiro. Bela jogada! Ardiloso como sempre. Há liberdade de expressão desde que não se critique o presidente. Lembra do jornalista americano? Se o FHC não tivesse conseguido o segundo mandato o Lula teria. Aliás se o PT era tão contra a dois mandatos poderia ter conseguido voltar ao modelo anterior. Quanto à falta de lembrança histórica, talvez seja um dos nossos maiores problemas. Logo esqueceremos o Lula (de minha parte estou pronto pra esquecer), da mesma forma que esquecemos tudo de bom que o FHC fez e nos prendemos em detalhes pequenos. Somos assim no Brasil. Detestamos o sucesso das pessoas.
Grande abraço

Zé Octavio disse...

Lord, salvo mexicanizações em contrário, ainda acho - ou procuro achar - que estamos evoluindo no processo democrático.
E, como processo, tem idas e vindas, altos e baixos. Além do custo de ainda sermos relativamente imaturos, como nação.
Sinto, até, que começamos a deixar de detestar o sucesso dos outros.
Bom Domingo!

Blog do Beagle disse...

Que bom ler alguém lúcido e que diz de forma tranquila o que eu sei verbalizar. Bjs. Lord. Elza

valter ferraz disse...

Caco,
passando prá deixar um abraço ao mano em meio ao terremoto(nossa vida aqui em casa é assim, meio dada a terremotos. estamos em meio a um deles, mas sobreviveremos).
Quanto à politica, assunto principal do post passarei ao largo, já andava puto com tudo isso, agora ainda mais. Hora de tocar a vida e deixar essa canalha ao largo.
Beijo, mano

Lord Broken Pottery disse...

Elza,
Que bom que você gostou!
Beijo grande

Mano,
Que o terremoto passe sem grandes sustos.
Beijo grande

Anônimo disse...

Caco,

Eu discordo totalmente da sua análise. Não acho o PT comparável ao PSDB, acho os estilos de governo opostos.
Vejo os ideais diferentes e considero absurdos os meios para se atingir o projeto duradouro de poder.
Respeito demais a sua opinião mas me parece que você, assim como tantos outros (e eu me incluo nesse grupo), se cansou de lutar.

Bjs,
Mario.

Lord Broken Pottery disse...

Mario,
Você sabe muito bem que concordo com você. Os estilos são diferentes, o PSDB é bem melhor, mas os dois ocupam mais ou menos a mesma posição, de centro, no cenário político. É claro que cansei de lutar. Não dá para enfrentar um povo apaixonado e completamente desprovido de razão. É o que o populismo consegue em termos de resultado. Vimos igualzinho na Alemanha Nazista. Enfim... Já elegemos o Jânio, o Collor, agora elegeremos a Dilma.
Beijo grande

peri s.c. disse...

O atual Exmo Sr. Presidente e seus seguidores estão se fartando da água que sempre disseram nunca iam beber .
Como sempre, " em 500 anos de nossa história " , tudo continua igual .
E continuará .

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Água, uma boa cachacinha, vinhos importados, essa turma bebe bem.
Grande abraço

peri s.c. disse...

Lord
Bebem muito bem. E aprenderam rápido a tirar todas as casquinhas possíveis e impossíveis do "puder".
A classe operária chegou ao paraíso .
Isto é, os aproveitadores da classe operária chegaram lá .

A classe operária propriamente dita continua a ralar duro, mas fica feliz em poder comprar em trocentas prestações um carro " popular", uma tv de plasma, e outros ilusionismos consumistas.

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Já disseram antes que o poder corrompe, não é mesmo?
Grande abraço

peri s.c. disse...

Lord
E o Millor arrematou : " e o poder absoluto corrompe muito melhor "

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Millor tem um estoque que não acaba mais de frases importantes. Diz também que: “as pessoas que falam muito mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades”. Acho que é o problema deste governo. Eles falam demais.
Grande abraço